Câmara no lançamento do formulário on-line contra a homofobia

Edna representa a Câmara no lançamento do formulário on-line contra a homofobia

A vice-presidente da Câmara, vereadora Edna Martins (PSDB), representou o Legislativo no ato realizado nessa sexta-feira, dia 29, na Praça Antônio Corrêa da Silva, em frente à Prefeitura, para o lançamento do formulário on-line  contra a homofobia  com a presença do prefeito Marcelo Barbieri, dos vereadores Farmacêutico Jéferson Yashuda (PSDB), Gerson da Farmácia (PMDB) e Dr. Helder (PTB) e do coordenador de Políticas Públicas para a Diversidade Sexual, Paulo Sérgio Tetti. Por meio do formulário on-line LGBT as vítimas de discriminação sexual poderão registrar casos de homofobia no município. O evento marcou o Dia Nacional da Visibilidade Trans

Em seu pronunciamento, Edna falou da importância do protocolo on-line e das ações do governo do prefeito Marcelo Barbieri contra a homofobia em Araraquara. “É preciso dar visibilidade a todo tipo de preconceito. Temos orgulho de, através do nosso mandato, apoiar a diversidade sexual e combater a intolerância”, afirmou Edna.

Tetti agradeceu os apoios da Prefeitura e da Câmara pela causa em Araraquara. “As ações realizadas em Araraquara no governo do prefeito Marcelo tem intensificado a luta contra o preconceito”, disse Paulo.

O protocolo está disponível no site da Prefeitura (www.araraquara.sp.gov.br). Por meio dele, os cidadãos podem registrar críticas, reclamações, sugestões, denúncias e outras informações sobre homofobia, inclusive de forma anônima.

Alguns dados serão solicitados durante o preenchimento, como nome, nome social, orientação sexual, identidade de gênero (mulher transexual, homem transexual, travesti, intersexo ou cross dressing), endereço e telefone para contato.

Todos os casos serão enviados diretamente para a Assessoria Especial para a Diversidade Sexual para que sejam computados os dados de discriminação e como formular ações e políticas públicas.

“Somente em janeiro foram registradas 56 mortes de transexuais no Brasil. Por isso, o protocolo online é mais uma ferramenta que utilizaremos contra o preconceito”, afirma Paulo Tetti.

Após o ato, foram distribuídos panfletos informativos sobre a utilização do nome social em Araraquara, direito assegurado pela Lei 8.055, e também sobre as legislações que criminalizam a homofobia.

Câmara Municipal de Araraquara

i_d_P&B

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *