Equador dita emergência diante de fluxo inesperado de venezuelanos

Equador dita emergência diante de fluxo inesperado de venezuelanos
   Só na terça foram 3.200 venezuelanos atravessando a fronteira.

8:05 |ID News/Folhapress |2018AGO09| - Foto: ©

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O governo do Equador decretou estado de emergência nesta quarta-feira (8) na cidade de Tulcán, na fronteira com a Colômbia, diante da entrada de 12 mil venezuelanos desde o início deste mês.

O fluxo inesperado começou no fim de semana, devido ao boato de que o presidente colombiano, Iván Duque, fecharia as fronteiras assim que tomasse posse, na terça (7). Até a conclusão desta edição Bogotá não havia anunciado nenhuma mudança migratória.

Segundo a Comissão de Operações de Emergência, a intenção é esvaziar a região próxima da ponte internacional de Rumichaca, na qual a fila de pessoas para atravessar tomou as duas pistas para carros.

Só na terça foram 3.200 venezuelanos atravessando a fronteira. As autoridades equatorianas querem evitar também que se acampe na ponte, como ocorreu nos últimos dias.

O governo ainda tenta organizar com o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados e a prefeitura da capital, Quito, um plano de emergência.

O Equador não é um dos principais países que recebem venezuelanos na América do Sul, mas faz parte da rota dos que vão para o sul do continente, principalmente Peru e Chile.

Fonte: Folhapress

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *