Escritora Darcy Dantas recebe Título de Cidadã Araraquarense na Câmara

Escritora Darcy Dantas recebe Título de Cidadã Araraquarense na Câmara
O vereador e presidente da Casa de Leis, Jéferson Yashuda Farmacêutico (PSDB), entendeu que “Elton soube pinçar alguém que tivesse todas as…

811: |Assessoria de Imprensa |2018ABR24 

A música e a poesia reinaram em solenidade realizada na noite desta segunda-feira (23), no Plenário da Câmara Municipal, para a entrega do Título de Cidadã Araraquarense à escritora Darcy Dantas.

Autor da indicação, o vereador Elton Negrini (PSDB) lembrou que “ela é uma dessas pessoas que honra a história da nossa cidade”.

Para o presidente da Academia Araraquarense de Letras, Coca Ferraz, “Darcy é mais que merecedora dessa homenagem proposta pelo Elton. Muito feliz por falar em nome da Academia.”

O vereador e presidente da Casa de Leis, Jéferson Yashuda Farmacêutico (PSDB), entendeu que “Elton soube pinçar alguém que tivesse todas as características para receber esse título, aprovado por unanimidade pelos demais parlamentares. Ela tem um trabalho muito importante prestado à cidade, inclusive no Centro de Ressocialização Masculino”. “A gravata que hoje uso foi presente da Darcy”, brincou depois.

Antes de fazer a leitura do Decreto Legislativo nº 1.005, concedendo a honraria à homenageada, o vereador Elias Chediek também parabenizou Darcy pelo Título.

“Estou extremamente emocionada”, iniciou Darcy, antes de contar diversos episódios e momentos marcantes de sua vida. “O que me encanta nessa cidade é a efervescência cultural. Diversos artistas passaram por aqui. Gosto sempre de lembrar que sozinho ninguém faz nada. Então só posso agradecer a todos que me ajudaram, que estiveram do meu lado. Também quero prestar uma homenagem a esses que caminharam comigo”, afirmou.

E as homenagens foram muitas. Além do vídeo inicial contando a história da nova cidadã araraquarense, com vários depoimentos de familiares e amigos, Izabel Souza e Francisco Osni presentearam Darcy com interpretações ao vivo das músicas “Sorri” e “Fascinação”, e Eliane Negrini, esposa do vereador Elton Negrini, entregou flores à homenageada.

Também estiveram presentes o vereador Roger Mendes (PP), o secretário municipal de Educação de São Carlos, Nino Mengatti, o diretor-geral do Centro de Ressocialização Masculino de Araraquara (CR Masculino), Carlos Eduardo Serraglio, o Tuca, o gerente do Núcleo Regional da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), Benedito dos Santos, o irmão de Darcy, José Maria Leite Dantas, e Dora Medina, esposa do ex-prefeito Clodoaldo Medina.

Sobre a homenageada

Darcy Aparecida Dantas é natural de Tabatinga. É filha de Maria Ferreira Leite Dantas e Mauro Dantas. Tem um irmão: José Maria Leite Dantas e é mãe de Alexandre, e de criação de Ana Maria, avó de João Gabriel e Pedro Vinicius.

Aos quatro anos, foi morar no Paraná, na fazenda do avô, onde estudou até o 4º ano. Depois, foi para o colégio interno, onde ficou até completar o ginásio.

No final da década de 1960, veio para Araraquara. Estudou no Colégio Progresso e na Escola de Belas Artes (iniciando em Araraquara e terminando em São Paulo).

Formada em matemática, foi professora da matéria e de geometria, mas antes foi babá, deu aulas de violão, ensinou alemão, e como professora ministrou aulas em Leme, Itápolis, Araraquara e São Paulo.

Em 1988, assumiu como assessora na Delegacia de Ensino de Araraquara. Foi secretária do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comcriar) e da Mobilidade Urbana, conselheira e vice-presidente da Fundart, desenvolveu trabalhos com crianças de escolas estaduais e municipais de combate a Aids, foi jurada por quatro anos do Jornal “O Estado de São Paulo”, membro do Conselho Municipal de Segurança (Conseg), colaboradora dos jornais “Tribuna Impressa”, “O Imparcial” e “Jornal de Minas Gerais”, e desenvolveu vários projetos.

Hoje, mesmo aposentada, é membro da Academia Araraquarense de Letras, cadeira 33. Autora de inúmeros projetos relacionados ao incentivo à leitura, cultura, sobre a natureza, e do Projeto Gedera, que culminou em um livro chamado “Mosaico Literário”, que está em todas as Diretorias de Ensino do Estado e nas bibliotecas da cidade. São crônicas, contos e poesias escritas por alunos do ensino médio e funcionários de escolas.

Fotos: https://flic.kr/s/aHskzV6ixL,

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *