Uma jogada inteligente , João Farias adia votação para a próxima semana

Em sessão tumultuada na câmara, o vereador João Farias em uma sensacional manobra consegue adiar a votação da taxa de resíduos sólidos.

Prevendo que não seria fácil a pauta desta terça-feira (29), a sessão da câmara que votaria o aumento do IPTU em 9%, o refis (perdão de parte da dívida) dos munícipes e a própria taxa de resíduos sólidos, foi dividida, sendo a primeira sessão as 17h00 e a segunda as 18h00, como normalmente acontece.

O aumento do IPTU em 9% foi aprovado pelos vereadores, menos por João Farias que votou contra. Este aumento refere-se apenas a reposição da inflação do período e deveria ser votado até o final deste  mês por causa da “noventena”, e justificando as duas sessões, mas de qualquer forma penalizando ainda mais a população de Araraquara, que não gostou nada desse aumento alegando que vive em uma cidade esburacada e cheia de mato.

O refis (perdão) de parte da dívida ativa ou não pela população, o desconto é de até 80% dos juros, permanecendo o saldo devidamente corrigido no período, João Farias também foi contra, alegando que é uma volta ao passado, beneficiando apenas os especuladores.

A terceira e mais polêmica votação foi a referente ao aumento de taxa de resíduos sólidos, e ai começou o tumulto, com o povo presente ao plenário gritando palavras de ordem.
João Farias novamente foi o vereador da noite, rasgando a planilha que o líder do governo Jéferson Yashuda (PSDB) não conseguiu explicar, sendo vaiado pelos estudantes, João Farias ponderou que esse aumento é um abuso, sendo que no governo anterior quando foi criada o valor era de R$3,10 e o atual prefeito quer um aumento de mais de 700%.
Os vereadores contrários ao aumento tentaram deixar a sessão sem o quórum necessário, mas o presidente da câmara Elias Chediek percebendo a manobra suspendeu a sessão por 10 minutos.
Na volta, por mais uma manobra inteligente do vereador João Farias (PRB), seguidos pelos vereadores, Edna Martins (PSDB), Dr. Lapena (PP), Te. Santana (PSDB), Jéferson Yashuda (PSDB) , Juliana Damus (PP), Donizete Simione (PT), Édio Lopes (PT), Toninho do Mel (PT), conseguiram o pedido de vistas, adiando a votação para a próxima semana por 9 a 8.
O próprio líder do governo, o vereador Jéferson Yashuda (PSDB) votou a favor do adiamento da votação

Ainda com os ânimos exaltados e combinado que os vereadores comentariam suas posições, Dr Elder Rizzo, assim que assumiu a tribuna se dizendo a favor do aumento foi vaiado e irritado disse que essa juventude é assim, que não entendem nada e só ouvem o que interessa, aumentando as vaias e apitos, chegando segundo alguns presentes ofender gravemente uma manifestante que prometeu assim que conseguir a fita da sessão processá-lo.
Antes disso o vereador já discutiu com o representante do SAMU Claudemir Conte que revoltado fez uma denúncia gravíssima com  várias mortes de pacientes por descaso, como mostra o vídeo que foi ao ar  sem edição.

About Beto Fortunato

Jornalista – Diretor de TV – Editor – Câmera –

Beto Fortunato

Jornalista – Diretor de TV – Editor – Câmera –

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *