17 senadores pediram varreduras anti-grampos, diz Renan

17 senadores pediram varreduras anti-grampos, diz Renan
Renan considera os procedimentos normais e legais e explica que estes pedidos são bastante frequentes

8.23| 25OUT2016
Renan Calheiros

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou que 15 senadores e dois ex-senadores (que tinham o seu mandato vigente na época) solicitaram uma varredura em suas casas, gabinetes e lugares que frequentavam para identificar possíveis grampos instalados pela Polícia Federal. A declaração foi feita nesta segunda-feira (24) em entrevista coletiva.

De acordo com entrevista publicada no G1, Renan considera os procedimentos normais e legais e explica que estes pedidos são bastante frequentes. “Foram dezenas os pedidos de senadores para detecção de grampos ilegais. Muitos deles são de senadores que sequer eram investigados nem nessa nem em nenhuma outra operação”, disse.

Ao término da entrevista, a assessoria do Senado distribuiu uma lista com os nomes dos senadores que solicitaram a varredura:

– Aloysio Nunes (PSDB-SP)- Álvaro Dias (PV-PR)- Ciro Nogueira (PP-PI)- Eunício Oliveira (PMDB-CE)- Fernando Collor (PTC-AL)- Gleisi Hoffmann (PT-PR)- Ivo Cassol (PP-RO)- Magno Malta (PR-ES)- Omar Aziz (PSD-AM)- Raimundo Lira (PMDB-PB)- Renan Calheiros (PMDB-AL)- Simone Tebet (PMDB-MS)- Tasso Jereissati (PSDB-CE)- Vicentinho Alves (PR-TO)- Waldemir Moka (PMDB-MS)- Lobão Filho (PMDB-MA)- Vital do Rêgo (PMDB-PB)

noticias

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *