Ações de prevenção às drogas com alunos da rede pública

Ações de prevenção às drogas com alunos da rede pública
As atividades com os alunos foram oferecidas pelo especialista em Dependência Química, Márcio Servino e a Terapeuta Ocupacional (TO), Maíra Corrêa.

8:30 A2 / Assessoria de Imprensa / Texto:Paula Cardoso | |2018ABR07 

“A gente já tinha ouvido falar sobre o problema das drogas, mas não tudo que ela pode causar. Achei muito boa a palestra; daqui pra frente vou prestar mais atenção e ficar bem longe disso”, falou o estudante do 7º ano, Guilherme. Ele esteve entre os quase 600 alunos participantes da terceira etapa do Programa de Capacitação sobre a Prevenção ao Uso de Drogas, realizado na última semana pela Prefeitura Municipal de Novais, através da Seção Municipal de Assistência Social, do CRAS e da Coordenadoria de Ensino.

As atividades com os alunos foram oferecidas pelo especialista em Dependência Química, Márcio Servino e a Terapeuta Ocupacional (TO), Maíra Corrêa. De acordo com a TO, “o trabalho de Prevenção ao uso de Drogas com os alunos do ensino fundamental I, é desenvolvido de forma lúdica e participativa, onde as crianças são membros ativos sobre a discussão da temática abordada”, explicou Maíra. “Lembrando que desenvolvemos as atividades com os alunos de todas as séries, isso porque o abuso de drogas entre jovens tem sido uma das questões que mais afligem a sociedade, por isso, é fundamental esse trabalho.”

Segundo Servino, o enfoque das palestras é a promoção da qualidade de vida e o comprometimento da saúde pelo uso indevido do tabaco, álcool e outras drogas. Propondo assim, ações que priorizam a valorização da vida.

O gestor da Seção de Assistência Social, Weliton Albino, afirma estar satisfeito com a ação, que deve render muitos frutos, na questão da prevenção de álcool e drogas, envolvendo não só os estudantes, mas também profissionais e toda a sociedade.

 “As drogas lícitas e ilícitas são o mal da nossa sociedade. Há tantos pais que bebem na frente de seus filhos evidenciando a normalidade, mas, se esquecem de que tem que dar exemplo, e que o álcool é a porta de entrada para outras drogas. É isso que estamos tentando mostrar a toda nossa sociedade. Ainda temos um grande caminho a percorrer, mas, o mais importante é que começamos”, frisou Weliton.

Para o especialista em dependência química, Servino, “a Prefeitura de Novais está fazendo tudo certinho, cumprindo a sua cartilha. Entretanto, é importante lembrar que não cabe somente ao Poder Público lançar campanhas e programas e equipar os profissionais e Centros de Atendimento. A família tem que estar presente e atenta às causas e consequências de uma criança ou adolescente tornar-se um usuário de droga, seja ela lícita ou ilícita”, finalizou. “Isso é educação familiar, também. O diálogo tem que partir, especialmente, dos pais. Já que a escola esta cumprindo o seu papel.”

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *