6° Festival Delícias do Milho incentiva o cooperativismo rural

6° Festival Delícias do Milho incentiva o cooperativismo rural
Reunião geral com entidades representativas da comunidade rural ratifica a utilidade pública do evento para promover cultura e turismo rural com agricultura familiar em Araraquara

09MAR2018|  9:43 - Théo Bratfisch  - 

Na quinta-feira, dia 8 de março de 2018, o organização do Festival Delícias do Milho, se reuniu com representantes das entidades representativas da comunidade rural e com produtores rurais, para apresentar as normas de participação no evento, que foram previamente estabelecidas com a Prefeitura de Araraquara, que não compareceu.

Os assuntos tratados em pauta na reunião geral do 6° Festival Delícias do Milho, que acontece nos dias 9 e 10 de Junho de 2018, se referem ao termo de autorização de uso da Praça Esportiva de Bueno de Andrada. O equipamento público municipal que deveria servir ao lazer da comunidade rural na localidade se encontra abandonado e sem previsão de melhorias públicas.

‘Nosso intuito com a utilização desse espaço é promover a revitalização do local, onde anexo funciona o Posto de Saúde Municipal, somente em horário comercial, de segunda-feira à sexta-feira, sem expediente aos sábados e domingos, quando acontece o evento’, comenta, Théo Bratfisch, na qualidade de autor proponente outorgado autorizatário, presidente da ABATur – Associação de Bueno de Andrada para Cultura e Turismo Rural.

No primeiro dia do mês de março, representando a organização do evento, e acompanhado do representante da empresa produtora cultural do evento, o presidente da ABATur se reuniu com o vice-prefeito e secretário municipal de desenvolvimento econômico, Damiano Neto, com a presidente da Fundart, Gabriela Palombo e a coordenadora municipal da Agricultura, Silvani Silva, para tratar das providências à realização do evento turístico com acesso livre e gratuito à população com programação cultural diversificada, às quais muitos nunca tiveram ou ainda não têm acesso comumente à cultura, que a realização deste evento proporciona à todos, dentre suas características técnicas de finalidade, com foco no jovem rural.

‘Fomos informados pelo vice-prefeito e pela presidente da Fundart sobre a existência de um TAC – Termo de Ajustamento de Conduta, entre o Ministério Público e a Prefeitura de Araraquara, na qualidade de outorgante autorizador, que se refere a utilização de espaços públicos para a realização de eventos privados, o que viria impossibilitar a utilização da Praça Esportiva ‘Júlio de Freitas’ em Bueno de Andrada’.

O presidente da ABATur protocolou ofício com justificações ao Ministério Pùblico, sobre a solicitação do Termo de Autorização de Uso do espaço público, para o cumprimento das regras e normas exigidas pela Gerência de Posturas Públicas Municipais para emissão do Alvará de Diversões Públicas, sendo necessário para a aprovação do AVCB – Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros, para a realização plena desse evento comunitário de interesse e utilidade pública, considerando-se a existência desse TAC que não foi possível localizar, embora tenha sido solicitado uma cópia do documento para a presidente da Fundart.

O TAC determinaria proibir a cobrança de ingressos para eventos realizados em local público, o que não se aplica ao Festival Delícias do Milho que é realizado com acesso livre e gratuito à população, visitantes e turistas, conforme resolução estadual para guiamento de procedimentos quanto à contrapartida do plano de acessibilidade da população aos projetos culturais aprovados pelo programa estadual ProAC-ICMS.

Todas as entidades representativas da comunidade rural de Araraquara estão contempladas para participação comunitária no evento, sendo, a AMA – Associação das Mulheres Assentadas do Assentamento Monte Alegre; AMMA – Associação dos Moradores do Monte Alegre; COOBELA – Cooperativa Mista de Produtores do Assentamento Bela Vista do Chibarro; AMA AGRIBELA – Associação das Mulheres Agricultoras do Assentamento Bela Vista do Chibarro; Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar de Araraquara e Matão – FETAESP; COOPAM – Cooperativa dos Produtores Agrícolas de Motuca e Região; ABATur – Associação de Bueno de Andrada para Cultura e Turismo Rural e trabalhadores ambulantes cadastrados no Município.

Todos os participantes da área de alimentação do evento recebem capacitação técnica gratuita em culinária e higiene na manipulação de alimentos para a qualidade, em parceria com o Centro Paula Souza pela Escola Industrial de Araraquara. Os produtores rurais recebem assistência técnica ao plantio safrinha do milho pelo Itesp.

A finalidade de realização do evento visa atrair fluxo turístico de 60 mil visitantes e turistas e a população regional, para se promover e divulgar produtos e serviços no segmento de Turismo Rural em Araraquara, que inclui os três assentamentos rurais no município. O 6° Festival Delícias do Milho vai gerar 250 empregos diretos e renda local, com plantio safrinha e comercialização de 500 mil espigas de milho verde para toda a região e com a instalação de barracas de alimentação típica à base do produto, calculando-se o consumo de 200 mil espigas em apenas dois dias de evento.

Está reservado espaço no evento para divulgação de atrativos e roteiros turísticos para Turismo Rural em Araraquara, localizados na vila urbanizada do distrito de Bueno de Andrada e no assentamentos rurais Monte Alegre (estadual) e Bela Vista do Chibarro (federal). Será formado um núcleo para turismo no assentamento rural Horto de Bueno (estadual) com a implantação do Museu da Roça de Bueno de Andrada, em parceria da ABATur com a Fundação Itesp – Instituto de Terras do Estado de São Paulo, UFSCar – Universidade Federal de São Carlos e a USP – Universidade de São Paulo de Ribeirão Preto, como equipamento cultural e turístico estadual no município.

Na reunião geral com os participantes do evento, foram apresentadas possibilidade de ações da Secretaria de Estado do Turismo para promover o Turismo Rural em Araraquara, na semana do evento, em parceria com a ABATur de Bueno de Andrada, com promoção de excursões rodoviárias, através do programa ‘Melhor Viagem SP’.

 

Melhor Viagem SP 2018 espera transportar nove mil idosos por todo o Estado

Com o objetivo de promover o bem estar do idoso pela prática da atividade turística o Governo de São Paulo por meio da Secretaria de Turismo abre a temporada do programa Melhor Viagem SP 2018. A estimativa é atender cerca de nove mil idosos durante todo o ano. A proposta do Melhor Viagem SP é com viagens de um dia (excursões) para destinos turísticos do estado, com o objetivo de conhecer os atrativos turísticos, históricos, culturais e naturais dessas localidades, sendo uma experiência que possibilite o enriquecimento cultural, aprendizado e lazer. O Programa Melhor Viagem já transportou desde 2012 mais de 23 mil idosos e a previsão para 2018 são de nove mil.

6° Festival Delícias do Milho incentiva o cooperativismo rural

Reunião geral com entidades representativas da comunidade rural ratifica a utilidade pública do evento para promover cultura e turismo rural com agricultura familiar em Araraquara

Na quinta-feira, dia 8 de março de 2018, o organização do Festival Delícias do Milho, se reuniu com representantes das entidades representativas da comunidade rural e com produtores rurais, para apresentar as normas de participação no evento, que foram previamente estabelecidas com a Prefeitura de Araraquara, que não compareceu.

Os assuntos tratados em pauta na reunião geral do 6° Festival Delícias do Milho, que acontece nos dias 9 e 10 de Junho de 2018, se referem ao termo de autorização de uso da Praça Esportiva de Bueno de Andrada. O equipamento público municipal que deveria servir ao lazer da comunidade rural na localidade se encontra abandonado e sem previsão de melhorias públicas.

‘Nosso intuito com a utilização desse espaço é promover a revitalização do local, onde anexo funciona o Posto de Saúde Municipal, somente em horário comercial, de segunda-feira à sexta-feira, sem expediente aos sábados e domingos, quando acontece o evento’, comenta, Théo Bratfisch, na qualidade de autor proponente outorgado autorizatário, presidente da ABATur – Associação de Bueno de Andrada para Cultura e Turismo Rural.

No primeiro dia do mês de março, representando a organização do evento, e acompanhado do representante da empresa produtora cultural do evento, o presidente da ABATur se reuniu com o vice-prefeito e secretário municipal de desenvolvimento econômico, Damiano Neto, com a presidente da Fundart, Gabriela Palombo e a coordenadora municipal da Agricultura, Silvani Silva, para tratar das providências à realização do evento turístico com acesso livre e gratuito à população com programação cultural diversificada, às quais muitos nunca tiveram ou ainda não têm acesso comumente à cultura, que a realização deste evento proporciona à todos, dentre suas características técnicas de finalidade, com foco no jovem rural.

‘Fomos informados pelo vice-prefeito e pela presidente da Fundart sobre a existência de um TAC – Termo de Ajustamento de Conduta, entre o Ministério Público e a Prefeitura de Araraquara, na qualidade de outorgante autorizador, que se refere a utilização de espaços públicos para a realização de eventos privados, o que viria impossibilitar a utilização da Praça Esportiva ‘Júlio de Freitas’ em Bueno de Andrada’.

O presidente da ABATur protocolou ofício com justificações ao Ministério Pùblico, sobre a solicitação do Termo de Autorização de Uso do espaço público, para o cumprimento das regras e normas exigidas pela Gerência de Posturas Públicas Municipais para emissão do Alvará de Diversões Públicas, sendo necessário para a aprovação do AVCB – Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros, para a realização plena desse evento comunitário de interesse e utilidade pública, considerando-se a existência desse TAC que não foi possível localizar, embora tenha sido solicitado uma cópia do documento para a presidente da Fundart.

O TAC determinaria proibir a cobrança de ingressos para eventos realizados em local público, o que não se aplica ao Festival Delícias do Milho que é realizado com acesso livre e gratuito à população, visitantes e turistas, conforme resolução estadual para guiamento de procedimentos quanto à contrapartida do plano de acessibilidade da população aos projetos culturais aprovados pelo programa estadual ProAC-ICMS.

Todas as entidades representativas da comunidade rural de Araraquara estão contempladas para participação comunitária no evento, sendo, a AMA – Associação das Mulheres Assentadas do Assentamento Monte Alegre; AMMA – Associação dos Moradores do Monte Alegre; COOBELA – Cooperativa Mista de Produtores do Assentamento Bela Vista do Chibarro; AMA AGRIBELA – Associação das Mulheres Agricultoras do Assentamento Bela Vista do Chibarro; Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar de Araraquara e Matão – FETAESP; COOPAM – Cooperativa dos Produtores Agrícolas de Motuca e Região; ABATur – Associação de Bueno de Andrada para Cultura e Turismo Rural e trabalhadores ambulantes cadastrados no Município.

Todos os participantes da área de alimentação do evento recebem capacitação técnica gratuita em culinária e higiene na manipulação de alimentos para a qualidade, em parceria com o Centro Paula Souza pela Escola Industrial de Araraquara. Os produtores rurais recebem assistência técnica ao plantio safrinha do milho pelo Itesp.

A finalidade de realização do evento visa atrair fluxo turístico de 60 mil visitantes e turistas e a população regional, para se promover e divulgar produtos e serviços no segmento de Turismo Rural em Araraquara, que inclui os três assentamentos rurais no município. O 6° Festival Delícias do Milho vai gerar 250 empregos diretos e renda local, com plantio safrinha e comercialização de 500 mil espigas de milho verde para toda a região e com a instalação de barracas de alimentação típica à base do produto, calculando-se o consumo de 200 mil espigas em apenas dois dias de evento.

Está reservado espaço no evento para divulgação de atrativos e roteiros turísticos para Turismo Rural em Araraquara, localizados na vila urbanizada do distrito de Bueno de Andrada e no assentamentos rurais Monte Alegre (estadual) e Bela Vista do Chibarro (federal). Será formado um núcleo para turismo no assentamento rural Horto de Bueno (estadual) com a implantação do Museu da Roça de Bueno de Andrada, em parceria da ABATur com a Fundação Itesp – Instituto de Terras do Estado de São Paulo, UFSCar – Universidade Federal de São Carlos e a USP – Universidade de São Paulo de Ribeirão Preto, como equipamento cultural e turístico estadual no município.

Na reunião geral com os participantes do evento, foram apresentadas possibilidade de ações da Secretaria de Estado do Turismo para promover o Turismo Rural em Araraquara, na semana do evento, em parceria com a ABATur de Bueno de Andrada, com promoção de excursões rodoviárias, através do programa ‘Melhor Viagem SP’.

 

Melhor Viagem SP 2018 espera transportar nove mil idosos por todo o Estado

Com o objetivo de promover o bem estar do idoso pela prática da atividade turística o Governo de São Paulo por meio da Secretaria de Turismo abre a temporada do programa Melhor Viagem SP 2018. A estimativa é atender cerca de nove mil idosos durante todo o ano. A proposta do Melhor Viagem SP é com viagens de um dia (excursões) para destinos turísticos do estado, com o objetivo de conhecer os atrativos turísticos, históricos, culturais e naturais dessas localidades, sendo uma experiência que possibilite o enriquecimento cultural, aprendizado e lazer. O Programa Melhor Viagem já transportou desde 2012 mais de 23 mil idosos e a previsão para 2018 são de nove mil.

A empresa de auditoria PricewaterhourseCoopers (PwC), a empresa Kaspersky Lab, a consultora Gartner e vários especialistas consideram o problema da cibersegurança como a maior ameaça para os negócios. As empresas estão gastando milhões de dólares para se protegerem de ataques informáticos, sobretudo os bancos. Segundo um recente relatório da PwC, o que mais preocupa os investidores em todo o mundo é a escassez de medidas de segurança informática nas empresas. Deles, 41% acreditam que os ciberataques são uma grande ameaça. A Kaspersky Lab, empresa russa de segurança cibernética, alertou que as pequenas e médias empresas sofrem 43% desses ataques cibernéticos, uma percentagem que coloca essas empresas na mira dos hackers. De acordo com um estudo da Gartner, em 2018 as empresas gastarão 96,3 bilhões de dólares (R$ 313 bilhões) para proteger-se desse tipo de ataques – um aumento de 8% em comparação com 2017. É de sublinhar que durante muito tempo os investimentos na segurança informática foram mantidos a um nível mínimo necessário para cumprir a legislação. Entretanto, nos últimos três anos tem sido observada uma tendência de investir mais na cibersegurança, explicou Mikhail Lapin, diretor de projetos da empresa Bell Integrator. + Em que período do dia você deve evitar as redes sociais? Entre os ciberataques mais graves, Lapin lembrou o roubo, no fim de janeiro, de 530 milhões de dólares [R$ 1,24 bilhões] em criptomoedas na bolsa de moedas digitais Coincheck, uma das mais importantes casas de câmbio virtuais. Todo o dinheiro no mundo Nos próximos três ou cinco anos, veremos um crescimento notável das despesas destinadas a aumentar a segurança da informação. Trata-se de um aumento entre 4% e 8% anuais, informou Lapin. Mas nem todos os problemas podem ser resolvidos através de dinheiro. Para se protegerem, as empresas terão de inculcar a cultura dos dados pessoais para evitar a divulgação de informações ou dados confidenciais a terceiros. A Gartner prevê que, até 2020, mais de 60% das corporações vão investir grandes quantidades de dinheiro em ferramentas de segurança da informação. Trata-se de evitar a perda de dados, criptografá-los e auditá-los. Agora a cifra é de 35%. Entretanto, uma das outras principais ameaças não é tanto que aumente o número de ataques informáticos e vazamento de dados, mas que aumente o custo da aplicação de medidas de segurança que não funcionam. E os especialistas insistem: sua eficácia é limitada. Por essa mesma razão, a busca de outros tipos de soluções mais baratas é algo que se torna a tarefa mais importante para as empresas privadas. Com informações do Sputnik Brasil.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *