Ação contra o cerol apreende 12 carreteis de linhas cortantes, qualifica dois adultos e 9 adolescentes

Ação contra o cerol apreende 12 carreteis de linhas cortantes, qualifica dois adultos e 9 adolescentes
A vereadora Juliana Damus acompanhou a operação que foi discutida entre o poder público e segurança pública, na última semana

12JUL2017|  13:53 - PAULA CARDOSO

Operação realizada em um campo de futebol do Vale Verde, na tarde de terça feira (11), entre Policia Militar, Guarda Civil Municipal e Conselho Tutelar faz apreensão de pipas e 12 carreteis de linhas cortantes, entre elas cerol e linha chilena. A ação foi organizada em reunião realizada na última semana com a vereadora Juliana Damus (PP) e representantes da Secretaria Municipal de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública, dos setores de Posturas e Sala do Empreendedor da Prefeitura Municipal, bem como da Policia Militar.

 A coordenadora Executiva da Guarda Civil Municipal, Juliana Zaccaro disse que essa foi a primeira das muitas ações que serão realizadas em conjunto. “Dois adultos e nove adolescentes foram qualificados e acredito que dificilmente retornam a usar Cerol ou linha chilena, além disso, servem de exemplo a outras mais, inclusive crianças”, afirmou.

 Para a vereadora Juliana Damus, que há anos participa das discussões e ações contra o cerol, esta é uma situação que o poder público e o setor de Segurança Pública devem priorizar, especialmente, em período de férias.

 “Nesse período, muitas crianças passam a maior parte do tempo soltando pipas, por isso, precisam ser orientadas quanto ao melhor lugar para soltar, que não deve ter fios de energia elétrica, mas, principalmente, quanto aos riscos do uso de linhas cortantes, que pode, inclusive, tirar vidas”, ressaltou.

 O tenente Gardim, da 3ª CIA, explica que diversas ações ainda serão realizadas durante o mês de julho, que é o período de férias escolares. De acordo com ele, o objetivo das ações é realizar apreensões de cerol e linha chilena, mas, também, conscientizar as crianças e adultos quanto ao uso delas.

 Programas educativos

 O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência – Proerd, também realiza um trabalho educativo com os alunos. No último mês, 913 crianças de escolas municipais, estaduais e particulares receberam certificados do programa que também abordou a questão das linhas cortantes.

 O coronel João Alberto Nogueira, secretário de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública ressaltou que a GCM também está empenhada em realizar durante todo o mês de julho ações educativas de conscientização ao uso do cerol e linha chilena, junto aos alunos da rede pública. Ele explicou que o Projeto Guardando o Amanhã já orientou centenas de alunos.

 “A partir do dia 17 de julho, as crianças pertencentes ao projeto de férias do Oitis também receberão orientação sobre o uso de linhas cortantes em pipas. A ideia é incluir as palestras para os alunos durante todo o ano letivo”, finalizou o Cel. João Alberto.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *