Aluno de Jogos Digitais da Uniara desenvolve game que pode auxiliar o usuário na segurança online

Aluno de Jogos Digitais da Uniara desenvolve game que pode auxiliar o usuário na segurança online
Projeto foi orientado pelo professor Diogo Augusto Gonçalves

7:34 | Assessoria de Imprensa Uniara | 2018JUN20 |

O estudante do terceiro ano do curso de Jogos Digitais da Universidade de Araraquara – Uniara, Pedro Henrique Verri Barboza, desenvolveu um game, como projeto experimental, que pode auxiliar o jogador na segurança online. O projeto foi orientado pelo professor Diogo Augusto Gonçalves.

“O jogo, intitulado ‘C.O.D.E. – Cyber Ops Defense Engine’, foi feito com as plataformas mobile – smartphones e tablets – em mente. Ele ‘brinca’ de ser um programa antivírus que encontra o aparelho do usuário infectado por vírus, e o jogador deve destruí-los. Todos os inimigos presentes são baseados em vírus de computador reais que existem ou existiram e, em um dos modos de jogo, é possível conferir informações históricas verdadeiras sobre eles e se educar sobre a segurança online”, destaca Barboza.

Ele conta que o estilo do game é de rolagem infinita (infinite runner), “em que corre-se sempre para a direita, e os inimigos vêm na direção contrária”. “O jogador pode pular para desviar dos rivais ou atirar para destruí-los, e o objetivo principal é marcar o maior número de pontos e sobreviver por mais tempo”, detalha.

O desenvolvimento de “C.O.D.E.”” foi árduo e bastante intenso, segundo o aluno. “Estava programando o jogo desde o começo do semestre, e o maior desafio foi, com certeza, fazer com que tivesse um visual interessante e transmitisse a ideia ao jogador de se passar dentro de seu aparelho. Foram várias semanas estudando alguns estilos artísticos e paleta de cores até encontrar uma que fosse agradável”, revela.

O orientador do projeto, Gonçalves, também é o responsável pela disciplina “Projeto Experimental”. “No quarto semestre do curso, os alunos desenvolvem um pré-projeto, que é o embrião do que será o game e, no quinto e último, produzem, de fato, o jogo. Cada grupo tem como base tudo o que aprendeu ao longo da graduação. É possível analisar o potencial dos estudantes e ver como, em um período de cinco semestres, desenvolvem um jogo completo e as ideias para diferentes plataformas”, explica.

Barboza está empolgado por fazer parte da primeira turma de Jogos Digitais a se graduar. “É uma honra muito grande porque estamos construindo o caminho para que mais estudantes possam se formar. A área é bem ampla e a cidade está no meio de um polo tecnológico propenso para aquecermos a indústria de jogos nacionais. Desde que ganhei meu primeiro videogame, um Mega Drive com o game ‘Sonic 2’, sempre foi meu sonho desenvolver jogos. Sinto-me muito feliz por estar realizando-o, graças ao curso de Jogos Digitais da Uniara”, finaliza.

Segundo o coordenador da graduação, Juliano Marcello, a intenção é, futuramente, disponibilizar os games desenvolvidos como projetos experimentais na página do curso.

Mais informações sobre a graduação podem ser obtidas no endereço www.uniara.com.br ou pelo telefone 0800 55 65 88

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *