Amazônia 2030 – “Nosso Passado no Futuro”

Amazônia 2030 – “Nosso Passado no Futuro”

| IDNews|Brasil | José Angelo Santilli

Baseado numa história real: a sua!

IDN/Amazônia

Se dez anos atrás, em 2009, você lesse um livro de ficção descrevendo o futuro do Brasil até 2019, você teria acreditado que seria tão próximo desta realidade que estamos atravessando até os dias de hoje? Pois foi isso que o autor de ‘Nosso Passado no Futuro’ começou a fazer em 2009 se inspirando numa série de fatores das suas pesquisas para projetar em sua ficção, ou distopia, o que o Brasil poderia vivenciar até 2020.

Porém, o autor mudou de ideia e decidiu escrever, em vez de distopias, matérias e artigos jornalísticos transcrevendo as informações que o haviam inspirado para um livro de ficção. Ronesier Corrêa (pseudônimo Roni Esier) escreveu em jornais impressos e até fez alertas em entrevistas às TVs sobre a nossa futura realidade, como se fosse uma projeção fictícia, distópica, do que aconteceria. Embora carioca, foi na cidade de Araraquara-SP que ele descobriu a incrível história real do médico e cientista Dr. Frederico De Marco, inclusive encontrando o quase lendário livro O Manda Chuva que conta as experiências reais de manipulação do clima do cientista ainda nos anos 30 e 40.

Agora, em 2019, o pesquisador, jornalista e escritor Roni está lançando dois livros. Um deles será lançado em dezembro e conta toda a história real, ou surrealista, que vivemos entre 2009 e 2019, fazendo uma projeção para a próxima década até 2030. Mas desta vez também escreveu ‘Nosso Passado no Futuro’. Já de início, a ficção do livro parecia querer se transformar em realidade. No enredo, que se passa na Amazônia em 2030, o governo envia tropas militares à Amazônia para defender os mineradores dos poucos índios remanescentes na selva. E, recentemente, o atual governo esboçou este desejo caso a lei permitisse enviar tropas para defender os garimpeiros.

Entretanto, o mais impressionante entre a ficção e a realidade foram os alertas de que entraríamos nas Guerras Climáticas no futuro. Nos anos 40 foi o cientista De Marco quem fez este alerta. A partir de 2010 foi o pesquisador Roni Esier e em 2018 foi o próprio general Hamilton Mourão, hoje vice-presidente da República quem fez o alerta sendo enfático, dizendo que: ‘vamos matar e morrer pelo clima’. Enfim, como na suposta ficção da década de 2010/20, que se tornou realidade, agora este livro ‘Nosso Passado no Futuro’ mostra que não existe um ‘Planeta B’, mas existe sim um ‘Plano B’ contra as mudanças climáticas e que não tem nada de ficção, é real e perigosíssimo.

O livro “Nosso Passado no Futuro” pode ser encontrado no site da Editora Amazon.com.br em formato e-Book e conta com uma capa em nanoarte intitulada: ‘Amazônia, um grito de alerta’, gentilmente cedida pelo artista Enio Longo com o designer gráfico de Sheila Machado.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *