Ano do cachorro no horóscopo chinês representa fidelidade e constância

Ano do cachorro no horóscopo chinês representa fidelidade e constância
Recomenda-se colocar um sino de ventos de tubos metálicos num canto a oeste da casa

21FEV2018|  7:53 - Folhapress/ Horóscopo Chinês  - Foto:  © Shutterstock

Para o mestre I Ming, orientador e assessor da Sociedade Feng Shui no Brasil, o ano do cachorro no horóscopo chinês, que começou na sexta (16), será, em geral, de “artilharia e fogo cruzado frequente”. Segundo o especialista, no período, que vai até fevereiro de 2019, uma “guerra fria entre países se intensificará”.

Já para os nativos do animal, será um bom período nos estudos, trabalhos e negócios. Solteiros podem se animar com a possibilidade de iniciar um novo romance ou reconstruir um relacionamento perdido.

“Agindo com seu caráter constante na atuação e lealdade à profissão ou estudo, o sucesso trará resultado compensatório. Melhora nos assuntos referentes a dinheiro ou aplicação financeira. Use sua precaução como sempre”, diz I Ming.

Se você quiser aplicar o feng shui na casa, técnica oriental usada para organizar o ambiente e trazer vibrações positivas, na sua casa, a dica de I Ming é colocar um sino de ventos de tubos metálicos num canto a oeste do local. De acordo com o especialista, colocar a sugestão em prática ajuda a abafar a “estrela negativa” e melhorar problemas com a saúde.

“No Feng Shui, 2018 se caracteriza pela Terra Yang, de origem do Saturno: firmeza e credibilidade. E, o signo do ano é cão, que representa a fidelidade e constância. Tudo isso resulta no seguinte lema: ‘O bom resultado se origina pela obediência em caráter do princípio e fidelidade, mesmo diante de dura oposição”, diz I Ming. “Para alcançarmos nosso objetivo, a atitude a ser adotada é agir corajosamente com rigor e confiar naquilo que já se tem costume de fazer”, completa. Com informações da Folhapress.

O jogador Jefferson Reis, que espancou o gandula Tadeu Francisco no último domingo (19) durante a partida entre Operário e Comercial, pelo Campeonato do Mato Grosso do Sul, se pronunciou sobre o ocorrido. Ele, que teve contrato rescindido com o Operário na segunda (20), está arrependido e pediu perdão. "Queria mostrar que não sou esse Jeferson que estão vendo na imagem. Me arrependo muito e vou pagar por isso. Como já estou pagando", disse o atleta de 22 anos em entrevista à EPTV, afiliada da Rede Globo. Jefferson disse que Tadeu agrediu o massagista Raul, de 54 anos, e resolveu “defender” o profissional. “Perdi a cabeça porque ele agrediu um pai de família de 54 anos. Se ele fizesse o trabalho dele certinho, nada disso teria acontecido. Nosso massagista foi falar com ele, e ele o agrediu pelas costas. A briga estava rolando faz tempo. Só filmaram quando estava batendo”, afirmou. “Peço desculpa ao gandula, para a família dele. Para todo mundo que viu isso aí”, acrescentou Jefferson. “Na hora que entrei no vestiário, que tive que ir para delegacia depois, perguntei para mim mesmo: ''O que eu fiz com a minha vida'? Acabei com minha carreira". Ali meu mundo acabou. Foi quando liguei para meu pai, que só chorava. Ele sofreu muito para criar eu e meu irmão sem mãe. E acontece um negócio desse, repercussão no mundo todo. Minha família ligando, preocupada, teve ameaça, pessoas falando que iam me matar”, comentou. O gandula Tadeu Francisco teve o nariz quebrado. "Eu perdoo sim. O perdão é o melhor remédio para acabar com a mágoa no coração", disse Tadeu em entrevista ao UOL.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *