Após impasses com Lula, ‘Dilma da Bahia’ assume a Casa Civil

Após impasses com Lula, ‘Dilma da Bahia’ assume a Casa Civil, Eva Chiavon já passou pelos ministérios do Trabalho, Planejamento e Defesa

A petista catarinense Eva Chiavon assumiu a posição de braço-direito da presidente Dilma Rousseff de maneira inesperada, desde a última segunda-feira (21).

A secretária-executiva assumiu o cargo após o impasse da posse do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o deslocamento de Jaques Wagner para o gabinete da Presidência da República.

Segundo a Folha de S. Paulo, Eva é conhecida por ter estilo técnico, pavio curto, gênio forte e perfil de “gerentona” da máquina pública. Ela ganhou o apelido de “Dilma da Bahia” quando foi secretária estadual da Casa Civil entre 2007 e 2010, quando Jaques Wagner foi governador do Estado.

Eva tem um perfil semelhante ao de Dilma e, segundo relatos, de perderem facilmente a paciência com subordinados, isso fez com que as duas criassem afinidade. Para falar de questões burocráticas, Dilma costuma ligar diretamente para Chiavon.

Em 2012, no primeiro mandato da presidente, Jaques Wagner chegou a indicar a secretária-executiva para o comando do Ministério do Desenvolvimento Social, mas Dilma acabou mantendo Tereza Campello.

A publicação destaca que antes de chegar à Casa Civil, Chiavon passou pelos ministérios do Trabalho, Planejamento e Defesa. Neste último, foi a primeira mulher a exercer a secretaria-executiva da pasta e enfrentou resistência por parte de militares, que chegavam a pedir em conversas reservadas a saída de Chiavon.

Noticias

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *