Argentina baixa impostos para exportações de produtos agropecuários

Argentina baixa impostos para exportações de produtos agropecuários. O novo governo conservador espera com a diminuição dos impostos um aumento da produção e um maior controle fiscal

O Presidente da Argentina, Mauricio Macri, anunciou que vai baixar os impostos para as exportações agropecuárias e prometeu melhorar as infraestruturas para duplicar a produção, para o país se tornar no “supermercado do mundo”.

“Sem o campo, o país não segue em frente”, disse o novo chefe de Estado, no seu primeiro ato público com produtores, prometendo “tomar conta daquele setor”.

Na cidade de Pergamino, um dos centros agrícolas de referência da Argentina, os produtores receberam com aplausos e gritos a decisão do Presidente de assinar o decreto de retenção zero nas exportações das economias regionais, como prometido durante a campanha eleitoral.

As novas regras reduzem os impostos de 35% para 30% sobre as exportações de soja, que este ano deverá ter uma produção de 61 milhões de toneladas.

As exportações de carne, trigo, cevada, milho, girassol e outras culturas, incluindo o algodão e a cana-de-açúcar, vão passar a estar isentos de pagamento de imposto de exportação.

O novo governo conservador espera com a diminuição dos impostos um aumento da produção e um maior controle fiscal.

Notícias em Minuto

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *