Brasil empata com a Colômbia e perde aproveitamento 100% nas Eliminatórias

Na próxima quinta-feira (14), o Brasil encara o Uruguai, na Arena Amazônia, às 21h30. Se tivesse vencido neste domingo, já poderia ter chances de se garantir matematicamente na Copa


 A seleção brasileira voltou a apresentar um futebol aquém do que se espera e, desta vez, perdeu o 100% de aproveitamento nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, no Qatar. Neste domingo (10), o time comandado por Tite não passou de um empate sem gols com a Colômbia, fora de casa.

Com o resultado, o Brasil perdeu o aproveitamento de 100% dos pontos na competição que garante quatro vagas diretas no Mundial. O time dirigido por Tite soma, agora, 28 pontos em dez partidas.

A situação dos brasileiros ainda é bastante confortável, pois a vantagem para o quinto colocado, no caso a própria Colômbia, é de 13 pontos. Com exceção a Brasil e Argentina, que têm um jogo a menos em relação aos rivais, as demais seleções terão mais 21 pontos em disputa após o fim da rodada.

Na próxima quinta-feira (14), o Brasil encara o Uruguai, na Arena Amazônia, às 21h30. Se tivesse vencido neste domingo, já poderia ter chances de se garantir matematicamente na Copa.

O duelo com os colombianos foi válido pela 5ª rodada das Eliminatórias. O jogo deveria ter acontecido em março, mas foi adiado por conta da pandemia de coronavírus. As seleções voltarão a se encontrar no mês que vem, em São Paulo, pela 13ª rodada.

No Estádio Metropolitano, em Barranquilla, que pôde receber um público de até 75% de sua capacidade, (desde que os presentes estivessem vacinados contra a Covid-19), o Brasil até teve mais posse de bola, mas não conseguiu converter isso em superioridade técnica.

Pelo contrário, os donos da casa tiveram mais chances claras de abrir o placar e finalizaram mais vezes do que os brasileiros (9 contra 8).

A produção ofensiva das duas equipes, porém, foi muito aquém do que se esperava. Neymar, por exemplo, não teve nenhum arremate no confronto que exigiu grande esforço do goleiro Ospina.

O goleiro só apareceu, de fato, nos minutos finais, sobretudo quando Antony e Raphina entraram na partida. O atacante do Ajax, da Holanda, teve uma oportunidade cara a cara com Ospina, mas o colombiano conseguiu fazer uma grande defesa.

Do outro lado, Falcao e Quintero deram mais trabalho aos defensores brasileiros, mas também pecaram na hora de converter as chances criadas em gol.

Mesmo com uma pressão nos minutos finais, de ambos os lados, o placar seguiu sem gols até o fim.

COLÔMBIA
Ospina; Medina, Mina, Carlos Cuesta e Mojica; Barrios, Lerma (Uribe, aos 7/2ºT) e Quintero (Sinisterra, aos 28/2ºT), Luis Díaz, Roger Martínez (Santos Borré, aos 7/2ºT) e Falcao Garcia (Zapata, aos 28/2ºT). Técnico: Reinaldo Rueda.

BRASIL
Alisson; Danilo, Marquinhos, Éder Militão (Thiago Silva, aos 25/2ºT) e Alex Sandro; Fabinho, Fred e Lucas Paquetá; Gabriel Jesus (Antony, aos 25/2ºT), Neymar e Gabigol (Raphinha, aos 15/2ºT). Técnico: Tite.

| IDNews® | Folhapress | Via NMBR |Brasil

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *