CNI, tarefas domésticas tiram 25% das mulheres do mercado de trabalho

CNI, tarefas domésticas tiram 25% das mulheres do mercado de trabalho,  segundo a Confederação Nacional da Indústria, mulheres têm grau de instrução semelhante ao dos homens, mas estão menos presentes no ambiente profissional
9:01| 08/05/2016
Desigualdade

De acordo com estudo da Confederação Nacional da Indústria, 25% das mulheres que já tiveram mais de um emprego na vida deixaram seu último trabalho para cuidar dos filhos e da família. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Segundo a confederação, o trabalho doméstico é realizado por mulheres em 88% das famílias. O percentual de homens que afirmaram fazer esse tipo de atividade ficou em 50%.

Embora tenham graus de instrução semelhantes aos dos homens, o percentual de trabalhadoras é de 61%, contra 84% de homens empregados.

“Essa diferença reduz o capital humano disponível no país e mostra que o Brasil não aproveita completamente os benefícios de ter igualado a educação entre os gêneros”, diz a CNI.

Entre mulheres de menor renda, é maior a fatia das que deixam o emprego para cuidar de filhos. É próximo de 25% na faixa até dois salários mínimos (R$ 1.760) e diminui para 15% a partir de cinco salários (R$ 4.400).

“As trabalhadoras de baixa renda não conseguem arcar com uma estrutura de cuidado doméstico”, diz o órgão. Por isso, a instituição defende a criação de vagas para educação pública infantil em horário integral, para facilitar o equilíbrio entre maternidade e trabalho.

A pesquisa foi feita entre 18 a 21 de setembro de 2015, com 2.002 entrevistadas em 140 municípios.

Noticias

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *