Combate à fome é destaque em celebração dos 12 anos do Banco de Alimentos

Combate à fome é destaque em celebração dos 12 anos do Banco de Alimentos

| IDNews| Assessoria de Imprensa | Câmara Municipal de Araraquara |

IDN/Interior/Araraquara

Na tarde da segunda-feira (22), foi realizada solenidade para celebrar os doze anos do Banco Municipal de Alimentos. Atualmente, o serviço atende a mais de 45 entidades socioassistenciais no município e a mais de 2500 pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade. O vereador Edio Lopes, representando a Câmara Municipal, reforçou importância da responsabilidade social e ambiental. “Precisamos fomentar a produção de alimentos em cadeias curtas de distribuição através de práticas sustentáveis, bem como o a prática da modalidade de subsistência e a redução do consumo de agrotóxicos”, justificou. Nesse sentido, o parlamentar ainda destacou o papel fundamental do Conselho de Segurança Alimentar (Consam), que teve sua composição renovada na data, em buscar novas alternativas para atingir tais objetivos.

A coordenadora municipal de Agricultura Familiar, Silvani Silva, reiterou a importância do banco. “O Brasil é um dos países que mais desperdiça alimentos desde a produção ao consumo. Na sociedade do desperdício, o banco busca mudar um paradigma. O alimento que não tem um padrão estabelecido continua sendo alimento com todas as suas propriedades nutricionais. É alimento que vai para barriga de quem passa fome.”

Durante a celebração, a conselheira estadual de Segurança Alimentar e Nutricional, Terezinha Pinto Arruda, falou sobre os desafios futuros. “Infelizmente a fome ainda existe nos nossos municípios e precisamos propor ações efetivas para o problema da fome no período de férias escolares, quando as crianças que têm apenas a merenda escolar como fonte de alimentação ficam sem o alimento diário”, reiterou.

Araraquara no mapa da fome

De acordo com o prefeito Edinho Silva (PT), Araraquara faz um grande contraponto aos cenários estadual e federal quando o assunto é o combate à fome. “Cem por cento dos recursos de investimentos em segurança alimentar em Araraquara são próprios do município. Não há mais repasses de governos estaduais nem federais”. O líder do Executivo também reforçou a realidade do cenário nacional. “Quando falamos de segurança alimentar estamos dizendo de um esforço governamental para combater a fome e não para erradicá-la. A fome não está erradicada. Se em Araraquara, que faz parte da segunda região mais rica do país, todos os dias nós nos confrontamos com a fome, imagine o que está acontecendo no resto do país”.

Pacto de Milão

 

Na ocasião, ainda foi assinado o Protocolo de adesão do município ao Pacto de Milão, que visa ao desenvolvimento de sistemas alimentares inclusivos e seguros de modo a providenciar alimentação economicamente acessível e saudável a todas as pessoas.

O evento contou ainda com a presença do vice-presidente do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, Paulo Sérgio Viana; do coordenador municipal de Segurança Alimentar, Marcelo Mazetta e da secretária municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Jacqueline Barbosa. Os vereadores Lucas Grecco (PSB), Roger Mendes (Progressistas) e Toninho do Mel (PT), bem como o vice-presidente Edio Lopes. Também estiveram presentes as secretárias Amanda Vizoná (Planejamento e Participação Popular), Clélia Mara (Educação) e Priscila Luiz (Comunicação).

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *