Crianças com dificuldades emocionais têm atendimento psicológico gratuito

|  IDNews| Câmara Municipal de Araraquara  | Foto: © CAM

Vereador ouve demandas no Espaço Crescer, órgão que fornece sete tipos de serviços relacionados à saúde mental de crianças e adolescentes

 Crianças e adolescentes de 3 a 17 anos com dificuldades emocionais podem usufruir de um serviço multidisciplinar de atendimento no Centro de Atenção à Criança “Maria Augusta Gonçalves Mendes – Guta” – Espaço Crescer. O centro conta com 15 salas de atendimento e uma equipe composta por profissionais das áreas de Psicologia, Psicopedagogia, Assistência Social, Fonoaudiologia, Enfermagem, Psiquiatria e Terapia Ocupacional. Na segunda-feira (28), o vereador Rafael de Angeli (PSDB) esteve no local para verificar as demandas do órgão, que faz parte do Sistema Único de Saúde (SUS) e está ligado à Secretaria Municipal de Saúde.

“Felizmente, temos uma equipe grande e, no momento, não temos problemas de recursos humanos”, declara o psicólogo José Renato Ferreira da Cunha, que acrescenta que o órgão está bem estruturado também em termos de espaço físico. De acordo com Cunha, uma questão a ser observada é a renovação de material, mais especificamente brinquedos, fundamentais para o trabalho com crianças. “Para se ter uma ideia, fiz estágio aqui em 1995, e muitos brinquedos são os mesmos desde então.” Outra questão levantada foi o calor no interior do prédio. “Os ventiladores não dão conta nos dias mais quentes de verão. Seria muito bom termos aparelhos de ar condicionado”, informa Cunha. “Realmente, o calor aqui é muito forte. Hoje mesmo, os termômetros marcam 37 graus. Imagino a dificuldade de se trabalhar com grupos de crianças em um dia assim”, concorda o parlamentar, que apontará o problema à Prefeitura.

O Espaço Crescer ofereceu, nos últimos 6 meses, 7.496 atendimentos em todas as especialidades, o que equivale a uma média de 1.250 por mês. Os encaminhamentos são feitos pelos órgãos da Atenção Básica (Unidades Básicas de Saúde e Unidades de Saúde da Família), Conselhos Tutelares, Vara da Infância e Juventude e Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas) “Girassóis”. No caso específico de adolescentes, a própria família pode procurar o serviço diretamente na sede do Espaço Crescer.

Sinais de alerta

Como a família se dá conta da necessidade de atendimento especializado para os filhos? “Quando pensamos em infância e adolescência, pensamos em alguém que está aprendendo e brincando. Quando uma criança não está bem, ela não fica triste, como um adulto, mas apresenta um certo retraimento, aumento da agressividade, dificuldade na socialização, dificuldades na escola, presença de medos”, esclarece Cunha.

Se esses elementos estiverem presentes, o psicólogo orienta a família a trabalhar em parceria com os outros ambientes que a criança ou adolescente frequenta, principalmente a escola, para saber como ela está se comportando ali. Depois disso, deve procurar o posto de saúde para uma consulta. “O médico avaliará as condições clínicas da criança ou adolescente. Se for detectado que possa ser algo de origem emocional, ela será encaminhada para a gente”, acrescenta, lembrando que adolescentes podem ir diretamente ao centro.

O Espaço Crescer fica na Avenida Padre Francisco Salles Colturato, 925. Os atendimentos são realizados das 7 às 19 horas. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (16) 3331-5255.

Fotos disponíveis no site: https://photos.app.goo.gl/cstYYPvpCBMWGthG7

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *