Damasco vai continuar operação antiterrorista em Ghouta Oriental

Damasco vai continuar operação antiterrorista em Ghouta Oriental
Estas ações não se enquadram na Resolução 2401 do Conselho de Segurança da ONU, que prevê o cessar-fogo durante 30 dias

26FEV2018|  8:17 - Mundo  - Foto:  © Reuters

A Síria irá continuar a operação antiterrorista em seu território, incluindo em Ghouta Oriental. De acordo com Damasco, estas ações não se enquadram na Resolução 2401 do Conselho de Segurança da ONU, que prevê o cessar-fogo durante 30 dias.

“Nós demos claramente a entender que essa resolução abrange todo o território da Síria, incluindo Afrin e aqueles territórios onde os EUA estão operando”, assinalou o representante permanente da Síria na ONU em Genebra, Hussam Edin Aala.

“A segunda questão é que a resolução não é aplicada às ações contra o Daesh e a Frente al-Nusra [duas organizações terroristas proibidas na Rússia e em vários outros países], o que significa que as operações contra estes grupos não foram proibidas”, explicou.

O representante frisou que a Síria está realizando operações militares contra os grupos mencionados, inclusive em Ghouta Oriental.

Anteriormente, o Conselho de Segurança da ONU aprovou por unanimidade a Resolução 2401, que estabelece que as partes envolvidas no conflito armado sírio devem parar de combater e aderir a uma pausa de 30 dias na Síria para garantir que as entregas de ajuda humanitária à área sejam seguras e que os civis feridos possam ser evacuados. Ao mesmo tempo, o regime de cessar-fogo não abrange os esforços militares contra grupos terroristas. Com informações do Sputnik.

O jogador Jefferson Reis, que espancou o gandula Tadeu Francisco no último domingo (19) durante a partida entre Operário e Comercial, pelo Campeonato do Mato Grosso do Sul, se pronunciou sobre o ocorrido. Ele, que teve contrato rescindido com o Operário na segunda (20), está arrependido e pediu perdão. "Queria mostrar que não sou esse Jeferson que estão vendo na imagem. Me arrependo muito e vou pagar por isso. Como já estou pagando", disse o atleta de 22 anos em entrevista à EPTV, afiliada da Rede Globo. Jefferson disse que Tadeu agrediu o massagista Raul, de 54 anos, e resolveu “defender” o profissional. “Perdi a cabeça porque ele agrediu um pai de família de 54 anos. Se ele fizesse o trabalho dele certinho, nada disso teria acontecido. Nosso massagista foi falar com ele, e ele o agrediu pelas costas. A briga estava rolando faz tempo. Só filmaram quando estava batendo”, afirmou. “Peço desculpa ao gandula, para a família dele. Para todo mundo que viu isso aí”, acrescentou Jefferson. “Na hora que entrei no vestiário, que tive que ir para delegacia depois, perguntei para mim mesmo: ''O que eu fiz com a minha vida'? Acabei com minha carreira". Ali meu mundo acabou. Foi quando liguei para meu pai, que só chorava. Ele sofreu muito para criar eu e meu irmão sem mãe. E acontece um negócio desse, repercussão no mundo todo. Minha família ligando, preocupada, teve ameaça, pessoas falando que iam me matar”, comentou. O gandula Tadeu Francisco teve o nariz quebrado. "Eu perdoo sim. O perdão é o melhor remédio para acabar com a mágoa no coração", disse Tadeu em entrevista ao UOL.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *