Definida programação da campanha Setembro Verde & Azul

Definida programação da campanha Setembro Verde & Azul

| IDNews| Assessoria de Imprensa | Câmara Municipal de Araraquara |

IDN/Interior/Araraquara

Na segunda-feira (19), os vereadores Roger Mendes (Progressistas) e Elias Chediek (MDB) reuniram-se com Lígia Celante, presidente da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e Vilma Schiavinato, Solange Silva e Théo Bratfisch – respectivamente, presidente, intérprete de Libras e diretor do Instituto Idioma Surdo–, para definir a programação da campanha “Setembro Verde & Azul aos direitos das pessoas com deficiência”.

A campanha reuniu duas leis municipais relacionadas ao tema. A Lei nº 9.083/17, de autoria do vereador Roger Mendes, inclui no Calendário Oficial de Eventos do Município a campanha Setembro Verde, com o objetivo de discutir os direitos das pessoas com deficiência, estimular a participação social, divulgar boas práticas de políticas públicas relativas à área e conscientizar famílias, sociedade e Estado sobre a importância da inclusão social das pessoas com deficiência. Já a Lei nº 9.065/17, de autoria do vereador Elias Chediek, trata especificamente dos direitos das pessoas surdas e prevê reuniões, palestras, seminários, apresentações teatrais, passeatas, audiências públicas, exposições, festas ou outros eventos. “Como as duas causas estão relacionadas e ocorrem no mesmo mês, resolvemos unir forças para promover ações que tratem das deficiências de modo geral”, explica Chediek.

O símbolo utilizado na campanha será a sobreposição de dois laços – um verde e um azul – representando, além da surdez, todas as deficiências hereditárias, congênitas, causadas por doenças durante a gestação ou adquiridas ao longo da vida. Entre as ações previstas, estão a iluminação das fachadas da Prefeitura e da Câmara Municipal em verde e azul, uma exposição no saguão da Câmara Municipal, atividades nas instituições dedicadas ao tema, apresentações musicais, visitas monitoradas a museus e a participação de entidades que trabalham vários aspectos do tema na Tribuna Popular das Sessões Ordinárias no mês de setembro. “Nossa intenção é que o tema da deficiência ganhe visibilidade, despertando reflexões e estimulando mudanças de atitude e comprometimento do poder público com a causa”, justifica Mendes.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), há aproximadamente 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência no Brasil – visual, motora, auditiva ou intelectual. O número representa 23,9% da população brasileira.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *