Dia Municipal do Proerd é aprovado na Câmara Municipal

Dia Municipal do Proerd é aprovado na Câmara Municipal
O autor do projeto, Tenente Santana, ressaltou a importância do programa, que ensina as crianças a dizerem ‘não’ às drogas

29JUL2017|  9:38 - IMPRENSA CAM

O Programa Educacional de Resistência as Drogas e à Violência (Proerd), promovido pela Polícia Militar, ganhou o seu dia no Calendário Oficial de Eventos do município. O projeto de lei que institui a data, proposto pelo vice-presidente da Câmara Municipal, vereador Tenente Santana (PMBD), foi aprovado durante a 26ª Sessão Ordinária, realizada na última terça-feira (19). A data será comemorada no dia 9 de maio.

O vereador destacou a atualidade do tema das drogas: “Vemos todos os dias na TV a Cracolândia, com sua movimentação sem solução de pessoas tentando sair das drogas sem conseguirem, de famílias vivenciando esses problemas, de pessoas que abandonaram suas casas e seus filhos, que perderam a dignidade e a vida para as drogas. Cada vez que vou a uma formatura do Proerd, fico arrepiado. Até mesmo a canção do programa é lindíssima”, declarou.

Santana também falou da sua família. “Meus três filhos receberam a instrução do Proerd. Minha filha de 28 anos hoje é dentista, meu filho é advogado e minha filha de 22 anos está se formando em Direito. Lembro que ela cantava incansavelmente o hino do Proerd em nossa casa. Nós não tivemos problemas com as drogas justamente porque lhes ensinaram, na escola, a dizer ‘não’. O Proerd defende a tese de que a maior prevenção ao uso das drogas é justamente saber dizer ‘não’, e é isso o que os instrutores fazem com grande sabedoria. Quando os traficantes oferecem e mostram as drogas, eles só vendem o seu lado ‘bom’, que deixa a pessoa mais relaxada e descontraída. Mas ninguém fala do futuro desses usuários e dos problemas que enfrentarão, das doenças que virão com o tempo e de como será a sua vida depois que se tornar um dependente. Isso não é vendido pelo traficante.”

Inspirado em um programa criado por uma professora em parceria com o Departamento de Polícia de Los Angeles (EUA) em 1983, o Proerd teve início no Brasil em 1992, com a Polícia Militar do Rio de Janeiro. O Programa ensina técnicas centradas na resistência à pressão dos companheiros para iniciar o uso das drogas. Além disso, busca desenvolver a confiança das crianças nos adultos e nas autoridades, respeito às leis, autoestima, controle de tensões, civilidade, autocontrole, ética e cidadania. Um ponto crucial é a presença de policiais fardados atuando como instrutores nas escolas.

O Proerd já formou mais de 48 mil crianças em Araraquara; na região do 13º BPMi, que inclui Américo Brasiliense, Santa Lúcia, Rincão, Ibitinga e Tabatinga, foram mais de 96 mil crianças; já no estado de São Paulo, esse número está chegando a 10 milhões. “Isso é motivo de muito orgulho e de muita alegria. As drogas são um problema grave para as famílias, e o Estado não tem condições de tratar os dependentes. Parabenizo o Proerd pelo excelente serviço que presta à nossa comunidade”, concluiu o parlamentar.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *