Dilma Rousseff tenta autogolpe com Lula

Dilma Rousseff tenta autogolpe com Lula, Dilma estaria tentando se livrar do impeachment e, por isso, colocará Lula como ministro

O atual cenário de crise no Brasil tem intensificado os comentários e avaliações sobre o governo e a situação política. Josias de Souza, autor do Blog do Josias, do UOL, publicou nesta terça-feira (15) um texto intitulado “Em desespero, Dilma tenta autogolpe com Lula”.

Nas palavras de Josias, o que acontece agora no país é que a presidente Dilma estaria tentando “obrigar o gênio a retornar à garrafa”. Neste caso, o gênio seria o ex-presidente Lula. Em 2010, a petista foi “vendida” como uma “gestora genial”, mas agora estaria sendo pressionada a entregar à Lula o futuro “dos escombros que restaram do seu governo”.

O blogueiro comenta que Dilma estaria tentando se livrar do impeachment e, por isso, colocará Lula como ministro. O ex-presidende seria o responsável pela articulação política do governo. Dilma, que teria acusado a opsição de tramar um golpe, estaria recorrendo a um “autogolpe”, avalia Josias.

Segundo ele, “Lula entrará pela porta dos fundos numa espécie de terceiro mandato”.

O blog também avalia que Dilma decidiu “unir o inútil ao desagradável”. Segundo Josias, para se manter no cargo, a presidente vai conceder ao ex-presidente Lula o foro privilegiado dos ministros.

No entanto, o movimento é “inútil”, pois mesmo que Dilma consiga deter o impeachment, “o máximo que Lula fará por Dilma é acomodá-la no verbete da enciclopédia como a primeira pessoa na história a se tornar ex-presidente ainda no exercício da Presidência”.

A alteranativa é “desagradável” porque a entrada de Lula como ministro, “além de não ser um bom exemplo, é um péssimo aviso: o governo entrou na fase do vale-tudo”.

O blogueiro cita também que Lula terá que “operar milagres”. Na política, o petista promete reagrupar o bloco partidário que dava suporte aos governos petistas no Congresso. Na economia, Lula acena com uma reviravolta capaz de abreviar a retomada do crescimento.

Ainda de acordo com Josias, Lula só conseguiu apoio no Congresso, quando era presidente, comprando aliados com o dinheiro do mensalão e do petrolão.

A opinião do blogueiro destaca que a contabilidade do impeachment favorece Dilma, pois para aprovar o pedido na Câmara, os antagonistas do governo precisam reunir 342 votos. Já para barrar o impedimento, o Planalto terá de reunir apenas 171 votos.

Possivelmente Dilma contará com um “cúmplice full time”. Nesse sentido, o blog avalia que o “autogolpe propiciará, por enquanto, uma perda da dignidade funcional de uma presidente em apuros. E dignidade é como virgindade. Perdeu, está perdida. Não dá segunda safra”, ressalta Josias.

Noticias

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *