Edinho assina pacto pelo fortalecimento da cultura em Araraquara

Edinho assina pacto pelo fortalecimento da cultura em Araraquara
 Para o candidato a prefeito, políticas públicas na área da cultura são ferramentas de inclusão social e precisam refletir a diversidade de linguagens da cidade

10.29| 27SET2016
Edinho Silva

O candidato a prefeito Edinho Silva, da coligação “O Melhor para Araraquara” (PT, PP, PR e PCdoB) assinou no sábado (24) o Pacto Pela Cultura, texto elaborado por artistas, produtores e demais agentes culturais, que descreve ações de fortalecimento da cultura a ser executadas em seu governo. “Queremos uma cultura democrática, que consiga expressar o que é a nossa cidade. A cultura é instrumento de inclusão social. Precisamos reconhecer todas as linguagens culturais, que refletem a nossa diversidade”, declarou Edinho, após assinar o documento.

A bailarina, coreógrafa e educadora Gilsamara Moura, que foi presidente da Fundart no primeiro mandato do ex-prefeito Edinho, participou por skype, diretamente de Salvador, na Bahia, onde mora atualmente. Mesmo trabalhando na capital baiana, ela ajudou a elaborar o pacto.

“Esse documento foi feito com base no pacto pela cultura assinado por Edinho em 2000. No seu mandato, Edinho cumpriu com todos os compromissos assumidos com os artistas. Hoje eu trabalho em Salvador e viajo muito pelo Nordeste. Poucas cidades aqui na região têm programas na área da cultura como tínhamos durante seus oito anos de governo”, avaliou Gilsamara.

Edinho reafirmou seu compromisso de construir políticas públicas que promovam a justiça social em Araraquara, levando novamente aos bairros programas como as Oficinas Culturais e as Escolinhas de Esportes, necessários para que a juventude tenha alternativas ao caminho da criminalidade. “O tráfico manda em muitos bairros da cidade, porque os projetos sociais que existiam foram interrompidos. O que queremos é construir uma cidade mais justa e igualitária, que vença o machismo, a homofobia e o racismo e que dê às crianças negras os mesmo direitos que os filhos dos brancos”, acrescentou.

Para a deputada estadual Márcia Lia, o diálogo com a sociedade é importante para traçar caminhos de reconstrução das políticas culturais em Araraquara, que teve um grande retrocesso nos últimos anos. “No governo Edinho, a cidade respirava cultura, em atividades diárias de dança, música teatro e artes em geral”, lembrou.

A vereadora Gabriela Palombo lembrou que parte das ações propostas no Pacto pela Cultura foi inspirada em diretrizes elaboradas na 2ª Conferência Municipal da Cultura, realizada em 2012. “São diretrizes ainda atuais, pois muitas ações propostas à época deixaram de ser executadas. O documento é um roteiro de políticas na área da cultura, para que o governo possa ser cobrado. A história mostra que em momentos de conflito foi por meio da cultura que a sociedade conseguiu romper ciclos ruins e avançar”, disse Gabriela.

Renegado – Convidado Especial

O evento, realizado no Espaço Arte, teve a presença do rapper Flávio Renegado, uma das principais revelações da música brasileira, que veio de Minas Gerais para dar seu apoio à candidatura de Edinho. O candidato explicou que Renegado faz arte com comprometimento social, para dar voz aos excluídos. “Ele foi descoberto em uma festival de hip hop na favela de Belo Horizonte e representa o que tem de mais consistente na nova geração de artistas brasileiros. Estou muito sensibilizado pela sua presença aqui”, comentou Edinho.

Flávio Renegado ressaltou a importância de se construir um pacto que represente ações de inclusão social, para que a cidade também passe a pertencer aos que moram na periferia. “O que querem é deixar a periferia na periferia. Mas a cidade é de todos, é o nosso território, e precisa ser ocupada. A rua é lugar de todo mundo e o olho no olho ainda é o melhor pacto que pode ser criado”, concluiu o artista.

Entre as propostas do Pacto pela Cultura estão a descentralização dos espaços de cultura, a criação de políticas de sustentabilidade para agremiações carnavalescas, o mapeamento e cadastramento periódico de artistas, a criação do Fórum Permanente de Cultura, para discussão de ações no setor, e a profissionalização da Fundart, para torná-la referência na captação de recursos.

idnews-usa_portal

 

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *