Elenco de ‘Mosul’, sobre vingança a terroristas, recebe ameaças do Estado Islâmico

Elenco de ‘Mosul’, sobre vingança a terroristas, recebe ameaças do Estado Islâmico

Segundo o ator Suhail Dabbach, que interpreta o coronel Jasem, as ameaças começaram antes mesmo do filme chegar à Netflix

IDN – TV – FAMOSOS

O elenco do filme “Mosul”, lançado na Netflix em novembro do ano passado, vem sendo ameaçado de morte nas redes sociais por pessoas ligadas ao Estado Islâmico, que não gostaram da mensagem passada pela trama.

Sucesso de audiência na Europa e no Oriente Médio, o filme é baseado num artigo do escritor americano Luke Mogelson publicado na revista The New Yorker, e conta a história de uma equipe da polícia de elite iraquiana que persegue membros do grupo terrorista para vingar a morte de familiares e pessoas próximas.

Segundo o ator Suhail Dabbach, que interpreta o coronel Jasem, as ameaças começaram antes mesmo do filme chegar à Netflix. “Quando postei em minhas redes sociais que ‘Mosul’ estava para ser lançado, já recebi muita coisa do Isis no primeiro dia”, ele disse ao site Deadline.

“Eles enviavam muitos vídeos e palavrões, dizendo ‘agora nós conhecemos você e é melhor você se cuidar, todos os dias, encoste na sua cabeça para se certificar de que ela ainda está aí'”, acrescentou.

Segundo a reportagem do Deadline, ameaças semelhantes também foram enviadas aos familiares de Dabbach e outras pessoas do elenco.

O ator Adam Bessa, que interpretou Kawa, um jovem policial convocado para a equipe policial, chegou a ter seu Instagram apagado e passou a receber mensagens intimidadoras em seu WhatsApp, que, de acordo com um rastreamento feito, estavam sendo enviadas da Turquia.

Matthew Michael Carnahan, que escreveu e dirigiu o filme para a produtora independente AGBO, disse que as ameaças são um subproduto da grande audiência que o filme recebeu.
Segundo ele, tem sido difícil para os atores lidar com tantas ameaças violentas, especialmente para Dabbach, cujo desempenho no papel de líder do time foi amplamente aclamado. “‘Mosul’ é uma verdadeira vitrine para suas habilidades de atuação, e é uma pena que ele tenha de se preocupar com ameaças enquanto espera o próximo papel”, disse ao site.

Os financiadores do filme, a Netflix e as produtoras AGBO e 101 Studios acionaram seus departamentos de segurança para garantir que todos da equipe continuem seguros.

| IDNews® | Folhapress | Via Notícias ao Minuto |Brasil

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *