Em Araraquara – Cobras, aranhas e falta de manutenção são alguns dos problemas enfrentados na UBS do Selmi Dei I

Em Araraquara – Cobras, aranhas e falta de manutenção são alguns dos problemas enfrentados na UBS do Selmi Dei I

| IDNews| Assessoria de Imprensa | Câmara Municipal de Araraquara |

IDN/Interior/Araraquara

Na tarde de sexta-feira (28), o vereador Rafael de Angeli (PSDB) esteve na Unidade Básica de Saúde (UBS) “Dr. Ruy de Toledo”, no bairro Jardim Roberto Selmi Dei, onde ouviu das profissionais as demandas do local.

A principal queixa é sobre a falta de funcionários, pois dois profissionais saíram com o Programa de Desligamento Voluntário (PDV) e os que permaneceram ainda ajudam em outras unidades de saúde.

A UBS conta com dois clínicos gerais, dois pediatras e três ginecologistas, sendo que um trabalha em outro posto em alguns dias da semana. Há também um profissional de odontologia que atende todos os dias no período da tarde.

Mesmo com a equipe reduzida, a unidade de saúde atende, fora os pacientes do próprio bairro, 22 mil pessoas do Valle Verde, de acordo com uma servidora, o que acaba sobrecarregando os profissionais.

“Quem é do Valle Verde chega a vir a pé e, chegando aqui, eu sou obrigada a dizer para voltar para casa, porque não tem vaga. Já tive que dispensar 15 pessoas em um dia por falta de vaga”, frisou Luciana Marques da Silva, enfermeira-chefe. No entanto, ela entende que antes de aumentar a equipe, é preciso que seja feita expansão do posto, pois não há espaço que comporte mais funcionários.

Os servidores ainda reclamaram da falta de segurança, relatando que são ofendidos verbalmente com periodicidade, e que já houve ocorrências em que técnicas foram agredidas fisicamente. Relataram, ainda, a presença frequente de cobras e aranhas.

Luciana destacou também que falta ar condicionado nas salas de curativo e de aplicação, que estão com três computadores precisando de manutenção, e que quando chove, há problema de alagamento.

“Cobraremos os setores responsáveis para que as devidas providências sejam tomadas. Cobras e aranhas em uma unidade de saúde é preocupante. Onde está a vigilância epidemiológica nesses momentos?”, questionou Angeli.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *