Entraves ao empreendedorismo são discutidos na Prefeitura

Entraves ao empreendedorismo são discutidos na Prefeitura
O vereador Edson Hel e entidades de representação dos contabilistas reuniram-se com prefeito e secretários

19JUL2017|  11:01 - IMPRENSA CAM

Abrir uma empresa em Araraquara pode acabar sendo mais complicado do que o planejado. É o que têm constatado muitos potenciais empreendedores que vêm procurando o gabinete do vereador Edson Hel (PPS) para se queixarem de lentidão no processo e problemas com o sistema informático que gerencia a abertura de empresas. “Recebemos constantemente queixas relativas a acúmulo de serviço, demora nas diligências de fiscalização, causando atraso na emissão de alvarás, demora para o encerramento de empresas e espera por regularização”, aponta o vereador, que levantou a questão em abril, enviando dois pedidos formais de informação à Prefeitura.

A fim de avançar nas discussões e buscar soluções conjuntas para os problemas, Edson Hel reuniu-se, na última segunda-feira (17), com o prefeito Edinho Silva (PT), o vice-prefeito e secretário do Trabalho e do Desenvolvimento Econômico, Damiano Barbiero Neto, o secretário de Gestão e Finanças, Donizete Simioni, e representantes do Sindicato dos Contabilistas de Araraquara e Região (Sincoar) e da Associação das Empresas de Serviços Contábeis de Araraquara e Região (Aescar).

Os contabilistas, que convivem diariamente com dificuldades para abrir e encerrar empresas, levantaram várias questões. Uma das principais queixas é a falta de pessoal. “A Gerência de Rendas Mobiliárias e Fiscalização Tributária hoje tem apenas dois agentes administrativos. Além disso, a Sala do Empreendedor, que antes contava com nove colaboradores, atualmente funciona com quatro, porém a demanda é alta e a quantidade de servidores alocados não é suficiente para atendê-la”, avalia Hel, que recebera informações de que até a data da reunião havia mais de 200 processos de abertura de empresas parados na Prefeitura.

Outro problema apontado foi a funcionalidade dos programas utilizados para o gerenciamento eletrônico da abertura de empresas. Atualmente, são utilizados dois sistemas, o iCad online e o Via Rápido Empresa (VRE), cujas informações não se cruzam. “Isso burocratiza o processo e atrasa procedimentos”, adverte Hel. De acordo Simioni, a solução para o problema está em andamento. “Tivemos dificuldades com fornecedores, mas estão sendo solucionadas. O caminho agora é passar tudo para o Portal da Prefeitura. Essa integração está prevista”.

Erros em cobranças de taxas, lentidão na liberação de alvarás e conferência pouco criteriosa da documentação enviada pelo potencial empreendedor, levando a outros entraves, foram mais alguns dos problemas abordados na reunião.

O prefeito Edinho Silva mostrou-se aberto para ouvir as queixas e sugestões do setor. “A nossa orientação é facilitar e agilizar a vida do empreendedor, ainda mais porque esse é uma área de arrecadação”, declarou. Ele solicitou aos contabilistas um elenco dos principais problemas, o qual foi preparado ao final da reunião, com o acompanhamento do vice-prefeito e do secretário Simioni. O próximo passo será uma reunião com a equipe técnica da Prefeitura e colaboradores operacionais do sindicato para fazer uma espécie de diagnóstico das medidas a serem tomadas no curto e no médio prazo.

Edson Hel está comprometido com a causa. “O empreendedorismo é um setor fundamental para a economia da cidade. Farei tudo o que estiver ao meu alcance para corrigir os erros e dinamizá-lo”, assegura.

Também participaram da reunião Eduardo Bonifácio Martins, presidente do Sincoar, Geraldo Luís Tampellini, diretor da entidade, Roberto Aiello Fonari, diretor da Aescar e do Sincoar, Paulo Luiz Pecin, diretor da Aescar e o colaborador José Luciano Ulian Jr.

Confira fotos no site: https://flic.kr/s/aHsm1m24Vy

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *