Ex-PMs presos estariam articulando execução de promotor

Ex-PMs presos estariam articulando execução de promotor
No áudio, um suposto miliciano diz que “os amigos ainda não atravessaram para Niterói” e que isso seria culpa do promotor André Guilherme Freitas, que atua na Execução Penal

08MAI2017| 9h57 - André Guilerme Freitas

Ex-policiais militares presos no Complexo Penintenciário de Gericinó, em Bangu, no Rio de Janeiro, estariam articulando um plano para matar o promotor André Guilherme Freitas, que atua na Execução Penal.

Segundo informações do Dia, um áudio inteceptado na sexta-feira pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) revela a a insatisfação de milicianos com a oposição de Freitas em transferir ex-PMs de Bangu para o Batalhão Especial Prisional (BEP), presídio da corporação, em Niterói.

“O áudio mostra que alguma autoridade graduada da Seap pode estar fazendo promessas de forma ilícita, ou seja, recebendo dinheiro em troca de transferências”, diz Freitas.

“Me oponho à permanência de ex-policiais no BEP, onde só podem permanecer presos que estejam no quadro da PM e isso gera insatisfação”, afirmou.

No áudio, um suposto miliciano diz que “os amigos ainda não atravessaram para Niterói” e que isso seria culpa de Freitas.

Nos processos de sua atribuição, Feitas é quem deve se manifestar em relação à permanência e transferência de presos para o BEP.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *