Exposição ‘O Arteiro do Mato’ surpreende

Exposição ‘O Arteiro do Mato’ surpreende
Mostra de esculturas ecológicas com troncos e galhos do artista rural Lodier Perussi inaugura com agendamento de dezoito turmas de alunos

8:56 |Abatur |2018ABR10 

Está aberta a exposição da mostra de esculturas ecológicas com troncos e galhos do artista rural Lodier Perussi, conhecido carinhosamente como IêIé, o arteiro do mato. A cerimônia de abertura aconteceu ao ar livre em frente ao Museu Voluntários da Pátria de Araraquara, nesta segunda-feira, em 9 de abril de 2018.

O artista utiliza resíduos florestais como matéria-prima para as suas criações e as ferramentas para confeccionar artesanalmente suas peças únicas, se resumem a um facão, um machado, uma grosa, uma escova de aço e uma furadeira, que estão expostas.

Instalada no piso térreo no salão  ‘Mestre Dito’ a mostra apresenta 48 esculturas ecológicas em tamanhos pequenos e médios que representam a simplicidade do campo, através das formas da natureza, animais diversos como as aves, lagartos, cobras, mamíferos, dinossauros e personagens fantasiosos de entes alados e imaginários, entre outras, flores, arcanjos e imagens sacras estão expostas, escolhidas dentre 500 peças do acervo do artista em contínua produção.

A instalação conceitual da exposição ‘O Arteiro do Mato’ é assinada pelo publicitário Théo Bratfisch, que ressalta as finalidades cultural e pedagógica para se ‘reduzir, reutilizar e reciclar’ os resíduos ambientais, sólidos, líquidos e gasosos. A mostra tem por objetivo promover a conscientização da sociedade para a sustentabilidade com criatividade.

Esculturas foram dispostas sob uma jovem árvore natural com galhos sem as folhas queimadas em incêndio florestal rural e a áurea verde da copa da árvore morta está representada por projeção de luz verde, a cor da esperança. Outras esculturas estão sobre materiais recicláveis, como micro-ondas, latas, caixas de madeira, pneus e isopor. A arte sacra está representada em um altar confeccionado com uma prancha de surfista descartada no lixo que serve de aparador para as esculturas. O cheiro do mato se percebe ao caminhar pela forração do piso com capim.

A proposta pedagógica do projeto para as escolas pretende incentivar o aluno como sujeito a pensar nas alternativas para soluções dos problemas ambientais na comunidade e entorno dos bairros para colaboração de todos na preservação ambiental e destaca a importância de se manter os recursos naturais para as futuras gerações, minimizar o impacto ambiental e as áreas degradadas que causam o efeito estufa.

            “Visa gerar pesquisas em grupos nas salas de aulas sobre o tema dessa problemática mundial para se REDUZIR, REUTILIZAR e RECICLAR os resíduos ambientais, ensinando-se como fazer a separação de resíduos orgânicos e inorgânicos para se diminuir a quantidade de rejeitos nos aterros sanitários e a relação de capacidade acumulativa desse descarte temporário”, ressaltou o presidente da ABATur de Bueno de Andrada, Théo Bratfisch. “LIXO é toda e qualquer substância, sólida ou não, que não tem mais utilidade ou possibilidade de reaproveitamento. RESÍDUO é o que resta, é o que sobra de algum material, sólido, líquido ou gasoso”, explicou ele.

            A secretária municipal de Cultura, Teresa Telarolli, reforçou a importância cultural e pedagógica do projeto, embora tenha sido observada a ausência da secretária municipal de Educação e Educação Especial. O presidente da ABATur lembrou que as escolas rurais de Bueno de Andrada, no assentamento Monte Alegre e no assentamento Bela Vista estão convidadas.

Na abertura do evento após a execução do Hino de Araraquara, seguido do Hino Nacional Brasileiro, os convidados adentraram ao museu ao som do Hino de Bueno de Andrada. Com a presença de alunos da Escola Major Doutor Antonio Joaquim de Carvalho, que comemora cem anos, acompanhados pela professora Maria Rita Caetano da Silva, bem representando o professor Paulo Roberto Oliveira, diretor da escola, como também, a professora coordenadora estadual de ensino, Sueli Arnoni, representando a dirigente regional de ensino, a professora Maria José Vicente Zaccaro e as representantes da Acácia Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis, Marta Joaquim e Rejane de Fátima, participaram do corte do mato inaugural da mostra, com a secretária municipal de Cultura, Teresa Telarolli e o presidente da ABATur de Bueno de Andrada, Théo Bratfisch, enaltecendo-se a criatividade do artista Lodier Perussi, acompanhado da esposa Maria do Carmo e da filha, a professora Eliane Aparecida Perussi.

A exposição é realizada em parceria com a Acácia Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis e apoio da Secretaria Municipal de Cultura, que promovem gratuitamente ao público a exposição da mostra ‘O Arteiro do Mato’ como iniciativa de utilidade pública da ABATur – Associação de Bueno de Andrada para Cultura e Turismo Rural.

O roteiro da exposição tem a duração do tempo de uma aula de 45 minutos por grupo e a mostra inclui a exibição do filme em desenho animado ‘Um plano para salvar o planeta’ com a Turma da Mônica. Se finaliza com um vídeo institucional da Acácia Cooperativa. O agendamento de visitas escolares e grupos devem ser feitas através do telefone (16) 3322-4887.

Serviço:

* Exposição ‘O Arteiro do Mato’

* De 09 a 30 de abril de 2018

* Das 9h às 17 h (segunda-feira à sexta-feira) e das 9h30 às 12h (sábados)

* Museu Histórico e Pedagógico Voluntários da Pátria

* Praça Pedro de Toledo, s/n

* Araraquara-SP

* Entrada gratuita

* Agenda de visita escolar e grupos (16) 3322-4887

Créditos:

* ABATur – Associação de Bueno de Andrada para Cultura e Turismo Rural, iniciativa de utilidade pública

* Acácia Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis, parceria

* Prefeitura Municipal de Araraquara, apoio

* Maurício de Souza, imagens

* Théo Bratfisch, produção geral

* Eliane Aparecida Perussi, colaboradora

* Virgínia De Gobbi, gerência municipal de museus

* Teresa Telarolli, secretária municipal de cultura

* Equipe Museu MAPA, edição do vídeo

* Equipe Museu Voluntários da Pátria, monitoria

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *