Fiscalização acaba com festa clandestina na zona leste de SP

Fiscalização acaba com festa clandestina na zona leste de SP

A festa acontecia em uma bar, localizado na rua Cesário Galeano. No local, havia 50 pessoas, algumas delas não usavam máscaras e compartilhavam narguilé (cachimbo de água, originário do oriente, usado para fumar tabaco)


A fiscalização do governo estadual e da prefeitura fechou uma festa clandestina, no Parque São Jorge, zona leste de São Paulo, na madrugada deste domingo (11), durante ação por causa do toque de recolher no estado de São Paulo.

A festa acontecia em uma bar, localizado na rua Cesário Galeano. No local, havia 50 pessoas, algumas delas não usavam máscaras e compartilhavam narguilé (cachimbo de água, originário do oriente, usado para fumar tabaco).

Duas funcionárias foram levadas ao DPPC (Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania). Elas foram autuadas por infração de medida sanitária preventiva e liberadas após assinarem termo circunstanciado. O bar acabou interditado pela Vigilância Sanitária. Eventos estão proibidos em São Paulo como medida para frear as infecções, mortes e internações decorrentes da Covid-19.

No mesmo bairro, a fiscalização interditou um bar e um salão de cabeleireiro que faziam atendimentos presenciais. Na zona oeste, os fiscais fecharam uma tabacaria no Butantã, e um bar, na Freguesia do Ó (zona norte).

Entre a noite de sábado (10) e a madrugada de domingo foram fiscalizados dez estabelecimentos comerciais em São Paulo. Cinco deles acabaram autuados, quatro fechados e 15 pessoas foram presas, sendo um procurado pela Justiça. As ações foram gravadas pela fiscalização.

Na sexta (9), a fiscalização já havia fechado um bingo, localizado na rua Veridiana, no bairro de Santa Cecília (região central de São Paulo). No local, haviam 97 pessoas e foram apreendidas 77 máquinas de caça níqueis.

Segundo a fiscalização, os apostadores, a maioria idosos, estavam aglomerados em um ambiente sem ventilação, o que contribui para a disseminação do novo coronavírus. O gerente da casa e três funcionários foram detidos. Eles assinaram termo de compromisso de comparecerem em juízo e foram liberados.

Na mesma noite de fechamento do bingo, foram inspecionados 26 estabelecimentos comerciais em São Paulo e 16 pessoas acabaram detidas.

Entre estes lugares, a polícia encontrou uma festa clandestina, em Guaianazes (zona leste),um bar e uma lanchonete na Aclimação (centro), e uma tabacaria na Água Branca (zona oeste), todos funcionando de forma irregular, fora de horário permitido e com aglomeração de pessoas.

A Polícia Militar afirma ter atuado em 37 ações de apoio à Vigilância Sanitária na capital, no litoral e no interior, entre a noite de sexta (9) e madrugada deste sábado (10). No total, foram feitas 1.671 dispersões e flagrados 392 pontos de aglomeração no estado. Ao menos 114 pessoas acabaram presas, 76 delas eram procuradas pela Justiça.

Em um vídeo divulgado pelo governo, um policial que integra a força-tarefa da fiscalização usa um megafone para pedir a colaboração e calma aos frequentadores de um dos lugares.

A PM já realizou quase 6.000 operações em todo o estado desde o início do toque de restrição das 23h às 5h, iniciado em 26 de fevereiro. No total, cerca de 5.000 pessoas foram presas, sendo que 3.200 eram procuradas pela Justiça. No período, o Procon realizou 6.600 fiscalizações que resultaram em 405 autuações.

O Comitê de Blitze foi criado em 12 de março para reforçar as fiscalizações para cumprimento das medidas restritivas da fase emergencial da Rede São Paulo para evitar a propagação do novo coronavírus.

O grupo é formado por agentes da Guarda Civil Metropolitana e da Covisa (Coordenadoria da Vigilância Sanitária) pela Prefeitura de São Paulo. Pelo governo do estado, atuam profissionais da Vigilância Sanitária, Procon e das polícias Civil e Militar.

| IDNews® | Folhapress | Via NMBR |Brasil

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *