Janot pode ter usado extrato falso em denúncia contra Te

Janot pode ter usado extrato falso em denúncia contra Temer, diz coluna
Caso seja confirmada, inconsistência pode permitir anulação da denúncia

24SET2017|  7:47 - MPF - Foto: Arquivo

O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot pode ter utilizado um falso extrato bancário para embasar a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer. O ex-advogado da empreiteira Odebrecht, Rodrigo Duran, diz ter provas de que a empresa enviou documentos forjados ao Ministério Público Federal (MPF).

As informações são da coluna Radar, do site da revista Veja, deste sábado (23).

O documento cuja autenticidade foi questionada é um extrato de uma conta no Meinl Bank, em Antígua. O papel tem datas em português num documento em inglês e apresenta movimentação de conta depois da data de encerramento.

De acordo com a revista, o extrato foi feito no dia 14 de outubro de 2016. Neste dia, o sistema do banco estava bloqueado por autoridades suíças, o que inviabilizaria a consulta.

O saldo da conta também apresentaria inconsistência. Um extrato indica cerca de 1,3 milhões de dólares. Em outro, da mesma conta e data, o montante está negativo em 178 mil dólares.

Na denúncia, Janot teria usado extratos do mesmo banco, com o mesmo tipo de incoerência para acusar Temer e os ex-deputados Eduardo Cunha e Henrique Alves.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *