Juliana Damus fala sobre propaganda da prefeitura na imprensa paga.

Indignada Juliana Damus fala sobre a propaganda de governo de Araraquara com dinheiro público.

Pondera que para isso a imprensa local sempre esteve a disposição e não haveria a necessidade para tal gasto, mostrando de uma maneira mentirosa que corre tudo bem na cidade, que está tudo cor de rosa, quando a realidade é bem diferente, a saúde péssima, e que sim, esta verba poderia ser gasta em combate a dengue e ao Aedes Aegypti.

Aedes (Stegomyia) aegypti (aēdēs do grego “odioso” e ægypti do latim “do Egipto”) é a nomenclatura taxonômica para o mosquito que é popularmente conhecido como mosquito-da-dengue ou pernilongo-rajado[1] . É uma espécie de mosquito da família Culicidae proveniente de África, atualmente distribuído por quase todo o mundo, com ocorrência nas regiões tropicais e subtropicais, sendo dependente da concentração humana no local para se estabelecer. O mosquito está bem adaptado a zonas urbanas, mais precisamente ao domicílio humano, onde consegue reproduzir-se e pôr os seus ovos em pequenas quantidades de água limpa, isto é, pobres em matéria orgânica em decomposição e sais (que confeririam características ácidas à água), que preferivelmente estejam sombreados e no peridomicílio. As fêmeas, para realizar hematofagia, podem percorrer até 2 500 m.[2] É considerado vector de doenças graves como o dengue, a febre amarela, a febre zika e a chikungunya e, por isso mesmo, o controle das suas populações é considerado assunto de saúde pública.

Gabriela Palombo pede licença e diz que já foram enviados ofícios à prefeitura e que a mesma não responde passados os 30 dias de lei, isso por 3 vezes, indo parar o caso no Ministério Público.
A vereadora pergunta, “ONDE ESTÁ O DINHEIRO DA PREFEITURA”

O vereador Willian Affonso interrompe e diz que a prefeitura tem esse direito a propaganda.

Roberval Fraiz, aproveita a deixa e ataca o governo federal, assinalando que “ele também faz isso”

Juliana Damus retruca e diz que pode fazer propaganda sim, mas não com dinheiro público, fala que não é deputada federal e sim vereadora por Araraquara e portanto no momento é isso que interessa, falar sobre a propaganda paga veiculada na imprensa de Araraquara.

Willian Affonso insiste em que o executivo não está fazendo nada errado, enquanto o Dr. Luis Claudio Lapena diz que a lei tem que mudar porque é incompatível com o momento atual, e que não pode mostrar um mundo cor de rosa, o que não é verdade.

Édio Lopes, fala ironicamente que a saúde está uma beleza , mas só na propaganda e dá os parabéns pela iniciativa da vereadora Juliana Damus, e que em outras cidades, depois de veiculada a propaganda aparece no final o custo total da propaganda.

ID News

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *