Juventude em Plenária do OP

Juventude  em Plenária do OP
A proposta de participação da população é muito importante para uma sociedade democrática

15MAI2017| 10h07 - Juventude

Por: Marcos Olyver

Na tarde de hoje, 13. Jovens estiveram reunidos na primeira temática do Orçamento Participativo com foco na população jovem do município de Araraquara.

Diferente dos demais Orçamentos Participativos pela cidade este busca focar em políticas para juventude. Estiveram presentes o prefeito Edinho Silva, o vice-prefeito e secretário do Trabalho e Desenvolvimento Econômico Damiano Neto, os demais secretários e assessores de diversas secretarias. O vereador Roger Mendes (PP), Rafael de Angeli (PSDB), Thainara Faria (PT) e Toninho do Mel (PT) também estiveram presentes. A deputada estadual Márcia Lia (PT) marcou uma breve presença no evento.

Cerca de 60 jovens compareceram nesta reunião no Teatro Wallace. Segundo o prefeito Edinho Silva, estes jovens que estiveram presentes são exemplos de cidadania e engajamento nas decisões sobre temas importantes da cidade.

A ação escolhida pelos jovens como prioridade foi a revitalização de áreas públicas para o desenvolvimento de programas culturais e esportivos para prevenção ao uso de drogas.

Considerações Finais:

O OP da Juventude foi bem dirigido, com algumas falhas pontuais, mas resolvido rapidamente.

A proposta de participação da população é muito importante para uma sociedade democrática! O conceito de “o poder emana do povo” é utilizado durante este processo inicial (nenhum membro do poder executivo faz intervenções nas decisões da reunião).

O que mais me surpreendeu foi este evento foi uma juventude que debate e busca por voz. (certos ou errados, buscam ser ouvidos).

Senti falta de uma apresentação de políticas públicas para a juventude (seria importante para facilitar o diálogo e discussões durante a reunião).

A apresentação inicial teve uma temática interessante, me senti ofendido por ver a mídia retratada como uma “droga” e a crítica aos profissionais militares visos como agressores de “jovens revolucionários”

Mas no contexto geral, só me resta parabenizar a organização de hoje!

Houve comentários sobre locais públicos depredados e vandalizados. Uma pena que alguns jovens que frequentam o espaço, são os mesmos que praticam esses atos. (mas só me resta sonhar em uma sociedade consciente e solidária)

 

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *