Livro destaca importância do Legislativo para criação dos cursos de Odontologia e Farmácia da Unesp

Livro destaca importância do Legislativo para criação dos cursos de Odontologia e Farmácia da Unesp
O presidente da Câmara participou do lançamento da obra que traz essa história 

8:18 |Assessoria de Imprensa | 2018JUN09  | Foto: © Câmara Municipal de Araraquara 

“Nunca tantos deveram a tão poucos” é a citação final do prefácio do livro “Escola de Pharmacia e Odontologia de Araraquara 1923 – 1955”. Lançada na última quinta-feira (07), na Biblioteca da Faculdade de Farmácia da Universidade Estadual Paulista (Unesp), a obra de autoria do professor Lourival Larini resgata o período em que as faculdades ainda eram privadas enquanto docentes lutavam para mantê-la e estadualizá-la. O presidente da Câmara Municipal, Jéferson Yashuda Farmacêutico (PSDB), participou do evento e marcou a presença do Legislativo mais uma vez na história das faculdades.

“Em 1923, as faculdades foram fundadas com o apoio do então presidente da Câmara, o vereador Bento de Abreu Sampaio Vidal, com o objetivo de trazer mais desenvolvimento para o município. Hoje, 95 anos depois, tenho a honra de participar do lançamento da obra que resgata toda essa trajetória”, afirmou Yashuda, que foi aluno da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Unesp entre os anos de 1990 e 1994.

Segundo Larini, o período compreendido no livro foi de muita luta, pois abarca a Segunda Guerra Mundial. “Os recursos eram escassos. Muitos professores doavam dinheiro do próprio bolso para manter a Escola de Pharmacia, com ‘PH’, e Odontologia. Alguns docentes chegaram a andar armados por conta das ameaças que sofriam.”

Para Sergio Russi, professor aposentado da Unesp e autor do prefácio da obra, foi o trabalho incansável de um grupo pequeno de docentes que propiciou a estadualização da escola, e que mais tarde se desdobrou em duas faculdades distintas integradas à Universidade Estadual Paulista. “Todos nós devemos a esses professores, pois sem eles não teríamos essas instituições de ensino de excelência e reconhecimento nacional.”

A diretora da Faculdade de Odontologia, Elaine Maria Sgavioli Massucato, ressaltou a importância da obra para a universidade. “Essa história de luta nos motiva ainda mais a querer trabalhar para melhorar nossa instituição.”

O professor Luis Vitor Silva do Sacramento, diretor da Faculdade de Ciências Farmacêuticas, destacou que não há futuro sem o passado. “É importante que todos os nossos alunos saibam como foi esse período árduo. Imaginem quantos erros poderíamos evitar se conhecêssemos nossa história.”

Fotos https://flic.kr/s/aHsmn2JiLi

Rafael de Angeli faz nova manifestação contra a política de preços dos combustíveis

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *