Márcia Lia indica R$ 220 milhões para saúde pública no orçamento do estado

Márcia Lia indica R$ 220 milhões para saúde pública no orçamento do estado
Deputada priorizou recursos para Santas Casas e apoio para procedimentos de média e alta complexidade do SUS

20NOV2016| 10:08
Assessoria Deputada Marcia Lia

A saúde pública foi prioridade para a deputada Márcia Lia na apresentação de emendas ao Projeto de Lei 750/2016 que estabelece o Orçamento Anual para o estado de São Paulo para 2017. As indicações da parlamentar somam R$ 220 milhões somente para essa área, contemplando, em sua grande maioria, as Santas Casas de Misericórdias e o fortalecimento do SUS (Sistema Único de Saúde) de diversos municípios paulistas.

“Esse é, sem dúvida, um dos setores mais sensíveis da gestão pública e precisa da atenção desta Casa de Leis. Desde que tomei posse como deputada, venho percorrendo as cidades, dialogando muito com prefeitos, com vereadores e lideranças comunitárias e sei da preocupação com relação ao custeio e investimento da saúde. Nosso objetivo é contribuir para melhorias e ampliação no acolhimento dos usuários do sistema SUS”, destacou a deputada.

No total, foram protocoladas na Assembleia Legislativa 68 emendas da deputada Márcia Lia à LOA (Lei de Diretrizes Orçamentárias) dedicadas, exclusivamente, à saúde. Para as Santas Casas foram destinados R$ 114 milhões para qualificação da gestão dos serviços de média e alta complexidade. Foram contempladas as cidades de Araraquara, São Carlos, Ribeirão Preto, Franca, Barretos, Ribeirão Bonito, Taquaritinga, Patrocínio Paulista, Itápolis, Batatais, Sertãozinho, Ituverava, Igarapava, São Simão, Cajobi, Tatuí, São José dos Campos, Itatiba, Suzano, Limeira, Pereira Barreto, Andradina, Itapeva, Presidente Prudente, Rio Claro, Pirassununga, Assis, Marília, Cachoeira Paulista, São João da Boa Vista, Campinas, Jacareí, São Joaquim da Barra e Cordeirópolis.

“Nós acompanhamos de perto a grave situação financeira que as Santas Casas vêm passando em todo o estado de São Paulo. Muitas delas com riscos, inclusive, de fechar suas portas ao atendimento da saúde pública. Penso que esse remanejamento de recursos do orçamento de 2017 se faz necessário para que possamos dar, ao menos, um ‘respiro’ a essas entidades que tanto contribuem para o atendimento da população que mais precisa, a população usuária do SUS”, pontuou Márcia Lia.

Outras 32 cidades paulistas receberam indicações de Márcia Lia da ordem de R$ 106 milhões, no total, para apoio financeiro nos procedimentos de média e alta complexidade. São elas: Guaíra, Presidente Venceslau, Bauru, Jaboticabal, Descalvado, Bebedouro, Guariba, Barrinha, Nova Europa, Miguelópolis, São Joaquim da Barra, Cravinhos, Monte Alto, Pedregulho, São José da Bela Vista, Pontal, Serrana, Ipuã, Guará, Igarapava, Colômbia, Colina, Serra Azul, Terra Roxa, Francisco Morato, Sumaré, Agudos, Americana, Cosmópolis, São Vicente, Cachoeira Paulista e Pitangueiras. Araraquara também foi contemplada com emenda de R$ 10 milhões.

Outras áreas

Além das emendas para saúde, Márcia Lia também indicou recursos para infraestrutura urbana como asfalto e recapeamento de ruas e manutenção da cidade. “Hoje todos os municípios sofrem com a manutenção deficiente e muitas regiões carecem de intervenção urgente do poder público. Estamos apontando essas necessidades e contamos com a sensibilidade do governador para atender a população de nossa cidade”, argumentou Márcia Lia. Também tem emendas para cultura, esportes, formação de atletas, dentre outras áreas. Foram 205 emendas, num total de R$ 382.525.000,00.

A Lei Orçamentária Anual deve ser votada até o final de dezembro pelos deputados estaduais para que seja encaminhada ao Executivo Paulista.

idnews-usa_portal

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *