Medina é eliminado na repescagem em Saquarema; Ibelli consegue nota 10 e avança

O brasileiro foi superado pelo australiano Callum Robson na repescagem da etapa de Saquarema, no Rio de Janeiro


Tricampeão do Circuito Mundial de Surfe, Gabriel Medina está fora da disputa pelo título desta temporada. O brasileiro foi superado pelo australiano Callum Robson na repescagem da etapa de Saquarema, no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira, e acabou eliminado precocemente, resultado que mina suas esperanças de conseguir entrar no top 5 mundial para disputar o WSL Finals na Califórnia, em setembro.

Depois de anunciar que se afastaria das competições e não participar das cinco primeiras etapas do circuito, Medina voltou a competir no final de maio e foi terceiro lugar tanto em G-Land, na Indonésia, quanto em Punta Roca, em El Salvador. Com os dois pódios, somou 13.320 pontos no ranking e se colocou na 23º posição. Apesar da distância grande para os primeiros colocados, uma vitória no Brasil poderia deixá-lo vivo na disputa pelo título.

A jornada do surfista paulista na Praia de Itaúna começou na quinta-feira, quando perdeu a primeira rodada para Connor O’Leary. Com isso, precisou ir para a disputa da repescagem, nesta sexta, para tentar uma vaga nas oitavas de final. Apoiado pelos torcedores brasileiros, pegou uma onda de 7.50 logo no início, mas viu seu adversário, o australiano Callum Robson, conseguir um 6.00 em seguida, antes de descartar a nota com um 8.17 e um 7.40

Na tentativa de bater a nota geral de 15.57 alcançada por Robson, Medina conseguiu somar apenas mais 2.87 e fechou a bateria com 10.37 pontos. Ele até tentou um aéreo na parte final, mas se desequilibrou na aterrissagem. Ao sair do mar, foi visto mancando e se queixou de dores por causa de uma pancada no joelho direito.

IBELLI 10

Apesar da frustração vivida por Medina, o Brasil teve motivos para celebrar muito em Saquarema. Também participando da repescagem, Caio Ibelli pegou um tubo e conseguiu uma nota 10 durante confronto com o compatriota Jadson André. Foi apenas o segundo 10 obtido por um surfista nesta temporada do circuito mundial.

A onda perfeita só veio quando faltavam poucos minutos para a bateria acabar, após Jadson liderar desde o início. No fim das contas, Ibelli fez 14.43 contra 8.83 do adversário e avançou. Nas quartas de final, vai enfrentar outro brasileiro, Samuel Pupo, classificado direto da primeira rodada, sem necessidade de repescagem.

Quem também precisou de uma segunda chance para avançar às oitavas e entrou na água nesta sexta foi Mateus Herdy, convidado pela WSL para participar da etapa no lugar do havaiano Barron Mamiya, lesionado. Herdy enfrentou o japonês Kanoa Igarashi, medalhista de prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio, acertou lindos aéreos e fez 16.00 contra 12.90 do adversário para avançar. Na próxima fase, enfrenta o australiano Jack Robinson.

Na disputa feminina, Tatiana Weston-Webb, única representante do Brasil na Praia de Itaúna, conseguiu uma nota final de 11.40 e avançou às semifinais ao vencer a australiana Isabella Nichols, que fez apenas 4.50. Na semifinal, Tati enfrenta a havaiana Carissa Moore.

| IDNews® |Estadão Conteúdo | NMBR |Brasil|

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.