Ministro do Trabalho defende reforma ‘Vai gerar empregos’

Ministro do Trabalho defende reforma ‘Vai gerar empregos’
Argumentos foram levantados por ele em sessão de debates temáticos no Plenário do Senado

16MAI2017| 15h32 - Ministro do Trabalho

Consolidar direitos dos trabalhadores; trazer segurança jurídica para os acordos coletivos de trabalho, dando a eles força de lei; gerar empregos. Estes seriam os três eixos fundamentais da reforma trabalhista (PLC 38/2017) enviada ao Congresso Nacional pelo governo Michel Temer, conforme assinalou, nesta terça-feira (16), o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira de Oliveira. A defesa da proposta foi feita por ele em sessão de debates temáticos no Plenário do Senado.

“O objetivo comum é dar garantias e proteção para o trabalhador”, resumiu Nogueira.

Ao longo de sua exposição, o ministro assegurou, em diversos momentos, que a proposta de “modernização da legislação trabalhista” não retira, mas consolida direitos dos trabalhadores estabelecidos pelo art. 7º da Constituição Federal. E assinalou o movimento do governo Temer no sentido de compreender e respeitar divergências expressadas à proposta pelo movimento sindical e parlamentares. As informações são da Agência Senado.

“No Brasil, há 60 milhões de pessoas desempregadas, das quais 14 milhões estão desesperadamente procurando por um emprego. De dezembro de 2015 a dezembro de 2016, cerca de 1,2 milhão de postos de trabalho foram fechados no país. Precisamos fazer uma reflexão sobre o que não está dando certo e a proposta de modernização vai nesse sentido. A intenção é gerar emprego”, afirmou o ministro do Trabalho.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *