Mitos e verdade sobre os cabelos brancos

Tanto para alguns homens como para algumas mulheres os cabelos brancos podem ser aterrorizantes.

Há pessoas que lidam com o aparecimento dos cabelos brancos de uma forma bastante natural, mas há outras para as quais esta fase é um verdadeiro terror.

1. Se tem alguns cabelos brancos, significa que está a caminho de ficar grisalho.Mito. Isso não acontece a todas as pessoas. A maioria das pessoas, ao chegar aos 30 anos, passa a ter cabelos brancos, naturalmente. Algumas desenvolvem mais cabelos brancos enquanto outras ficam por anos, às vezes décadas, com o mesmo número de cabelos brancos.

2. Se arrancar um cabelo branco, nascem dois no mesmo lugar. Mito. O pior que pode acontecer é voltar a ter um cabelo branco a nascer exatamente no mesmo sítio. A teoria da multiplicação, aqui, não existe.

3. Dá para saber quando se vai ficar grisalho olhando para a idade em que tal aconteceu aos pais. Verdade. A genética é um bom indicador, porém, não é o único, uma vez que o estilo de vida e fatores externos podem acelerar ou retardar o aparecimento de cabelos brancos.

4. Fumar e a exposição excessiva ao sol faz aumentar os cabelos brancos.Verdade. Ambas as situações conseguem danificar as células responsáveis pela cor do cabelo.

5. Stress provoca cabelos brancos. Verdade. Tal como já foi dito, os fatores externos conseguem ter uma influência no aparecimento de cabelos brancos, sendo o stress um dos maiores responsáveis.

6. Pintar muitas vezes o cabelo faz com que os cabelos brancos aumentem. Mito. O uso de químicos prejudica a saúde dos cabelos, contudo, não há tinta capilar que faça aumentar o número de brancos.

7. Ter cabelos brancos cedo indica que se vai envelhecer mais rápido. Mito. Tal como as rugas (que podem ser de expressão), os cabelos brancos não são um indicador direto do envelhecimento.

Lifestyle

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *