Mulheres convocam greve inédita na Espanha

Mulheres convocam greve inédita na Espanha
Organizações feministas da Espanha convocam pela 1ª vez greve geral contra discriminação de gênero

08MAR2018|  9:25 - Espanha/Greve  - 

A Espanha teve uma das mais importantes mobilizações de sua história neste Dia Internacional da Mulher. Pela primeira vez, as organizações feministas espanholas convocaram a população feminina a uma greve geral, que culminará em manifestações em diversas cidades do país.

De acordo com o El País, a paralisação teve apoio de alguns sindicatos, e outros convocaram suspensões parciais das atividades. Espera-se manifestações inéditas, num momento de ressaca do movimento contra o assédio sexual (o #Metoo), que, embora não tenha decolado totalmente em território espanhol, conseguiu unir milhares de mulheres e garantir visibilidade para o foco do problema: a desigualdade entre os homens e as mulheres.

Além de reportar um estupro a cada três dias, a cada 40 minutos uma mulher presta queixa por violência de gênero na Espanha. Segundo o instituto de análises Fedea, as mulheres ganham entre 21% e 23% a menos por um trabalho de igual valor.

“O objetivo da mobilização é mostrar a importância do papel central que nós, mulheres, desempenhamos para a sociedade, para os lares, para o funcionamento das cidades. Por isso foi convocada uma greve feminista. E é uma greve que tem uma concreção de aspectos econômicos e trabalhistas, mas que é sobretudo social, porque os motivos que nos levam a convocá-la têm muito a ver com a forma desigual como somos tratadas nesta sociedade”, observa Justa Montero, feminista histórica e membro da Comissão 8 de Março.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *