‘Os terrenos da Prefeitura também serão multados?’, pergunta vereador de Araraquara sobre o combate à dengue

|  IDNews| Câmara Municipal de Araraquara  | Foto: © CMA

A fala do vereador, na Sessão da Câmara Municipal, replica a indignação da população

Durante sua fala no pequeno expediente, durante a 100ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Araraquara, o vereador Rafael de Angeli (PSDB) questionou a Prefeitura sobre o cumprimento do projeto de Lei Complementar nº 3/2019, aprovado em primeiro turno na Casa de Leis, que visa a intensificar multas e posturas relativas à higiene de edificações, de terrenos e de vias públicas, de modo a combater o número de casos de dengue na cidade. “Quero saber se a Prefeitura vai fiscalizar os terrenos que pertencem ao município, pois não adianta apenas culpar a população e não fazer o que é de responsabilidade do Executivo”, explicou.

O parlamentar replica a fala de muitos cidadãos que entram em contato com seu gabinete. “Aumentar as multas para terrenos é importante, mas e os terrenos da Prefeitura? Também serão multados? Estamos com 3.824 casos confirmados de dengue. Aprovamos leis que endurecem as multas e cobram mais atitudes da população. Nos deram a explicação de que nossa cidade tem um clima propício para a dengue, mas sabemos que nossa vizinha Ribeirão Preto, por exemplo, é mais quente que Araraquara e até agora registrou 540 casos da doença, enquanto aqui estamos chegando em quatro mil. Queremos saber o que o governo fará de concreto, além de aumentar as multas e fazer o que estamos vendo que não está dando resultado.”

De acordo com o Executivo, a Secretaria de Obras e Serviços Públicos colocou roçadeiras e tratores nas ruas para limpeza dos terrenos públicos, que são aproximadamente 1.200 lotes, de um total de 40 mil existentes na cidade. Em relação aos terrenos baldios particulares, que são maioria, os proprietários estão sendo notificados desde o começo do ano por editais publicados pela Prefeitura, tendo um prazo de dez dias para efetuar a limpeza. Os que não fazem depois de vencido este prazo, podem ser multados, as equipes de roçada da Secretaria de Obras fazem a limpeza e o serviço é cobrado. Além das roçadeiras e tratores, outros três caminhões também acompanham a ação e realizam o chamado cata-treco ou recolhimento de entulhos.

Para Angeli, “estar preparado e garantir a devida limpeza do município é obrigação do governo. O povo paga muito bem por isso. Precisamos levar Araraquara de volta ao destaque como uma das cidades mais limpas do Brasil”.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *