País que não tem vergonha, não tem remédio

País que não tem vergonha, não tem remédio, isso vem acontecendo sistematicamente em Araraquara no Posto de Saúde na área central de Araraquara

Há mais de 90 dias  as pessoas procuram por esses remédios nos postos de saúde em Araraquara e não encontram.

Alguns podem até não ser classificados como sendo de alto custo, mas sem dúvida são remédios de uso contínuo, portanto as pessoas que dependem desses medicamentos não podem ser prejudicadas.

Com que reclamar?
Com quem desabafar?

As pessoas ouvem dos funcionários que o governo não manda os medicamentos e eles nada podem fazer, simples assim, não tem, não pode comprar, que fique sem os medicamentos.

Isso é um insulto à população, porque não rara as vezes que governadores, ministros, prefeitos, “aspones” vem a público dizer que está tudo sob controle e que a situação está normalizada…

É UMA VERGONHA

Em especial neste Posto de Saúde, onde falta saúde e remédios, o horário não é compatível, como mostra a foto, senão vejamos:
– O Posto de Saúde abre as 7h00 para atendimento ao público.

– A farmácia para distribuição de remédios gratuitos abre as 8h00…um absurdo essa divergência de horário.

De quem é a culpa, do governo do Estado de São Paulo, da prefeitura de Araraquara, ou da USP que “gerência” o posto?

Alguém irá tomar providências, ou é de interesse dos governos uma população doente e enfraquecida para maior manipulação?

DA REDAÇÃO
i_d_P&B

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *