Parceria para estudo de materiais com aplicação de fotocatálise

Parceria para estudo de materiais com aplicação de fotocatálise
Um exemplo das aplicações almejadas é a fotodegradação de material orgânico em rios, no combate à poluição por meio da fotodegradação de poluentes.

12DEZ2016| 15:50
José Angelo Santilli

Entre os dias 8 e 9 de dezembro o Grupo de Pesquisa Crescimento de Cristais e Materiais Cerâmicos (CCMC/IFSC/USP, um dos grupos do Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais, CDMF), recebeu os professores André Luis de Jesus Pereira (Faculdade de Ciência e Tecnologia, FACET, da Universidade Federal da Grande Dourados, UFGD/MS) e Marcilene Cristina Gomes (Instituto Federal de São Paulo, campus São José dos Campos, IFSP, pesquisadora em colaboração técnica com a UFGD) para o início de uma parceria no estudo de materiais com aplicação para fotocatálise.

Os pesquisadores envolvidos na parceria são o Professor Valmor Roberto Mastelaro (docente coordenador do CCMC e um dos responsáveis pelas pesquisas do CDMF envolvendo a linha de pesquisa “Meio Ambiente”), Dra. Maria Inês Basso Bernardi (CCMC/CDMF) o Professor Luís Fernando da Silva (docente do Dpto de Física da Universidade Federal de São Carlos, UFSCar) e a Dra. Ariadne Cristina Catto, pós-doc do CDMF e pesquisadora em colaboração com o CCMC, cujo supervisor é o Prof. Elson Longo.

O projeto que envolve os pesquisadores está relacionado com o crescimento de nanopartículas de óxido de titânio puras e dopadas com metais de transição, crescidas pelas técnicas pechini e hidrotermal. Segundo o Professor André Luis, a vinda da UFGD para o CCMC/USP/CDMF deu-se para a realização da etapa experimental junto aos demais pesquisadores da colaboração para que adquiram know-how e levem este conhecimento ao grupo de pesquisa que está nascendo na UFGD, o GPMAFER (Grupo de Pesquisa em Materiais Fotônicos e Energias Renováveis).

 Os pesquisadores envolvidos na parceria têm como diretriz principal de pesquisa aplicações dos materiais estudados na fotocatálise. São exemplos das aplicações almejadas a fotodegradação de material orgânico em rios, no combate à poluição por meio da fotodegradação de poluentes, visando aproveitar a energia solar neste processo. O objetivo é que os materiais estudados possam absorver luz solar e a partir disto, consigam degradar a matéria orgânica lançada, aliando tecnologia à preservação ambiental.
Foto: Divulgação

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *