Parlamentares do PT fazem mutirão no Supremo para evitar prisão de Lula

Parlamentares do PT fazem mutirão no Supremo para evitar prisão de Lula
Integrantes do partido se reuniram com Cármen Lúcia, nessa quarta-feira (14), para entregar abaixo-assinado contra prisão do ex-presidente

15MAR2018|  12:32 - Brasília 

Às voltas com a possibilidade de ver Lula preso nos próximos dias, quando se esgotam os recursos contra a condenação no Tribunal Regional Federal (TRF) no caso do tríplex, o PT iniciou um mutirão para salvar seu líder maior. O líder do partido na Câmara cobrou que o STF paute a discussão do habeas corpus como matéria prioritária.

Paulo Pimenta (PT-RS) fez a cobrança falando à imprensa, nessa quarta-feira (14),. depois de uma reunião em que ele e mais 19 colegas de partido entregaram à presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, um documento assinado pelos líderes de 13 siglas contra a prisão após julgamento na segunda instância. O deputado ressaltou a indisposição da ministra em pautar ações que tratam de execução antecipada da pena.

O PT agora recai suas esperanças sobre o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato, a quem cabe de fato levar o caso específico do ex-presidente à discussão. Mais cedo, um dos advogados de Lula, Sepúlveda Pertence, deu declarações semelhantes e defendeu que o relator deve pautar o pedido. (Sputnik)

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *