Pesquisa do CDMF é destaque em relatório da FAPESP

Pesquisa do CDMF é destaque em relatório da FAPESP
     Documento faz balanço das atividades da FAPESP desenvolvidas em 2017

10:40 |IDNews/José Angelo Santilli| 2018AGO30  |

O projeto “Síntese e caracterização de heteroestruturas de ZnO/SnO2 obtidas pelo método hidrotermal: aplicação como sensores de gás” desenvolvido por Luís Fernando da Silva, Pós- Doutorando do Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF), foi destaque no relatório 2017 da Fundação para o Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).

O relatório destaca os avanços obtidos pela pesquisa no que diz respeito a futuras aplicações, como, por exemplo, o desenvolvimento de equipamentos semelhantes aos bafômetros que, por meio dos sensores, possibilitem a avaliação de dados glicêmicos. Essas aplicações serão possíveis graças ao alto nível de sensibilidade do composto tungstato de prata (α-Ag2WO4) à acetona (C3H6O).

De acordo com o relatório “Todas as pessoas exalam vapor de acetona. Mas a quantidade exalada por pessoas diabéticas é aproximadamente o dobro daquela exalada por não diabéticos. Enquanto o não diabético exala em torno de 0,3 a 0,9 parte por milhão de acetona, no diabético o nível de acetona no hálito é superior a 1,8 parte por milhão”.

O estudo desenvolvido pelo Pós-Doutorando foi publicado no periódico “Journal of Alloys and Compounds” e contou com a colaboração de pesquisadores da Unesp, da USP, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), da Universidade Estadual do Piauí (UEP), da Universitat Jaume I (Espanha) e da Aix-Marseille Université (França).

Para acessar o relatório completo da FAPESP clique AQUI.

Mais informações sobre a pesquisa destacada estão disponíveis AQUI

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *