PF diz que Lula orientou reforma no sítio em Atibaia

PF diz que Lula orientou reforma no sítio em Atibaia    
A Polícia Federal acredita que a obra tenha sido executada entre novembro de 2010 e setembro de 2011
11:32| 29/07/2016
Sitio de Atibaia

O laudo da Polícia Federal aponta que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua esposa, Marisa Letícia, foram os responsáveis por orientar a reforma da cozinha do sítio em Atibaia.

Segundo revela o jornal O Globo, as obras custaram R$ 252 mil.

O documento da PF está anexado ao inquérito que investiga a compra da propriedade por sócios do filho do ex-presidente, Fábio Luís, o Lulinha.

As reforças teriam custado R$ 1,2 milhão e este foi o primeiro laudo divulgado pela PF que analisa os custos das reformas realizadas na residência.

A Polícia Federal acredita que a obra tenha sido executada entre novembro de 2010 e setembro de 2011. Em 2010, Lula era presidente da República.

A investigação indica que a reforma da cozinha foi acompanhada pelo arquiteto da empreiteira OAS, Paulo Gordilho. “E, segundo suas comunicações, com orientação do ex-presidente Lula e sua esposa”, diz o documento da PF.

Ainda de acordo com a reportagem, a PF apreendeu o celular de Paulo Gordilho, arquiteto da OAS. Em uma das conversas apreendidas ele cita um encontro na “fazenda de Lula” para, segundo a PF, dirimir dúvidas do casal.

Além disso, a investigação apreendeu dez fotografias com data de 9 de dezembro de 2014. As imagens encontradas na casa de Gordilho registram a presença do arquiteto da OAS no Sítio de Atibaia, inclusive com imagens do ex-presidente Lula no local.

VALORES

O laudo indica que as reformas no sítio custaram R$ 1,266 milhão de reais. De acordo com a investigação da PF, os investimentos não condizem com os rendimentos e bens declarados no imposto de renda do propietário do sítio, Fernando Bittar. Porém, O Globo destaca que a PF entende que é necessária a realização de exames periciais contábeis específcios para apurar a evolução patrimonial de Fernando Bittar.

OUTRO LADO

Em nota, o Instituto Lula declarou que o “ex-presidente reafirma que não é o proprietário do sítio, que é, conforme está na sua escritura, de Fernando Bittar”. “Lula também não é dono de apartamento no Guarujá ou em qualquer outro lugar do litoral brasileiro. O ex-presidente sempre agiu dentro da lei antes, durante e depois da presidência da República, por isso é reconhecido em pesquisas como o melhor presidente da história do Brasil”, ressaltou o Instituto.

Ainda segundo a reportagem, a OAS disse que não irá comentar o assunto.

Noticias

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *