PF vai apurar se houve vazamento de informação sobre fase da Lava Jato

PF vai apurar se houve vazamento de informação sobre fase da Lava Jato, já foi apurado que pessoas ligadas ao ex-presidente agiram para mobilizar pessoas que pudessem tentar prejudicar o cumprimento de mandados

A Polícia Federal vai investigar o suposto vazamento de informações sobre a deflagração da 24ª fase da Lava Jato para pessoas ligadas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seus familiares, que teriam agido para dificultar o cumprimento dos mandados da operação.

Já foi apurado que pessoas ligadas ao ex-presidente agiram para mobilizar pessoas que pudessem tentar prejudicar o cumprimento de mandados. Este foi um dos motivos, conforme a polícia, para que Lula fosse ouvido no aeroporto de Congonhas, e não na Superintendência da PF em São Paulo.

Ao G1, o procurador da República Carlos Fernando de Lima também comentou os vazamentos, e disse que foi detectado que muitos dos fatos sob apuração das autoridades já eram de conhecimento das pessoas alvos das investigações.

“Esses vazamentos prejudicam, provas são destruídas e todos aqueles que tiverem atividade de obstrução à Justiça serão presos e processados”, disse o procurador. “Eles [os vazamentos] facilitam a destruição de provas, e o objetivo de toda investigação é conseguir provas”, afirmou Carlos Fernando ao portal de notícias.

Segundo as investigações, há indícios de que tenha havido uma “limpa de documentos” antes do cumprimento dos mandados de busca e apreensão, especialmente na sede do Instituto Lula, com computadores e materiais tenham sido retirados antes da operação ser realizada.

Noticias

 

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *