PM acusado de torturar ex-companheira pede revogação da prisão

PM acusado de torturar ex-companheira pede revogação da prisão

| IDNews |Via Notícias ao Minuto |Brasil|

Daniel Deglmann foi acusado de dopar, torturar e manter em cárcere privado a ex-companheira

IDN/Polícia/RJ

Na última segunda-feira (8), a defesa do sargento da Polícia Militar Daniel Deglmann entrou com um pedido de revogação de prisão no Juizado da Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, da Comarca de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Segundo informações do jornal ‘Extra’, o militar é acusado de dopar, torturar e manter em cárcere privado a ex-companheira por 13 dias. O agente, que é lotado no 16º BPM (Olaria), está preso na Unidade Prisional da Polícia Militar, no Fonseca, em Niterói, desde o último dia 23, após ordem judicial.

Além do pedido de soltura feito na Comarca de Duque de Caxias, a defesa de Daniel também entrou com um pedido de habeas corpus na comarca da capital.

O Ministério Público deve dar vista sobre o caso em breve.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *