Políticos em processo de cassação acabam mandato sem julgamento

Políticos em processo de cassação acabam mandato sem julgamento

De acordo com a publicação, as demora na tramitação dos processos nas cortes tem sido causada por manobras judiciais e questionamentos das defesas

Em 2014, dos 13 governadores acusados de uso indevido da máquina pública, abuso de poder e captação ilegal de recursos, apenas três foram julgados pelos tribunais regionais eleitorais. Os processos pedem a cassação de governadores eleitos em 2014.

Segundo informações da Folha de S.Paulo, dez governantes estaduais ainda não foram julgados em primeira instância. Incluindo o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT); Beto Richa (PSDB), do Paraná; e Marconi Perillo (PSDB), que governa o Estado de Goiás.

Ainda respondem a ações eleitorais os gestores de Ceará, Piauí, Paraíba, Amazonas, Pará, Amapá e Mato Grosso do Sul.

De acordo com a publicação, as demora na tramitação dos processos nas cortes tem sido causada por manobras judiciais e questionamentos das defesas.

Diante da falta de celeridade na tramitação dos processos, governadores têm terminado os mandatos sem uma resolução da Justiça Eleitoral. Conforme revelado pela Folha em julho, 11 dos 12 processos de cassação de governadores eleitos em 2010 caducaram sem julgamento do mérito da ação.

Notícias em Minuto

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *