Post de pai sobre filho não ir à própria festa viraliza e mãe rebate

Post de pai sobre filho não ir à própria festa viraliza e mãe rebate
Desabafo indignado do pai em rede social já rendeu milhares de compartilhamentos

9:17 |Redes Sociais |2018ABR26

Um pai organizou uma festa de aniversário para o seu filho, que acabou acontecendo sem a presença da criança no último fim de semana, no Rio de Janeiro. Em um desabafo no Facebook, no domingo (24), Roberto Coutinho afirma que a mãe de Miguel estava de acordo com o evento, mas se disse indisposta na data e não permitiu que o menino participasse da comemoração do próprio aniversário.

“Uma festa que já estava sendo programada desde janeiro com o consentimento da mãe”, escreveu. “Junto com minha família, tivemos gastos, pois contei com a ajuda de todos para que o desejo do meu filho em ter uma festa da patrulha canina acontecesse”, completou.

De acordo com o relato, o pai chegou a conversar com a mãe de Miguel na noite anterior, que informou que ele poderia buscar a criança. Na manhã seguinte, ele aguardou em frente à casa da mulher por quase uma hora. Quando ela atendeu o telefone, disse que estava indisposta e que a festa deveria ser cancelada.

“Como um pai cancela uma festa no dia porque a mãe está indisposta sendo que está tudo pago?”, questionou indignado. “Quem estava indisposta? A mãe ou o aniversariante? A festa foi para ele.”

Coutinho e a família decidiram manter a festa mesmo sem a presença da criança. Com a hashtag #MesmoSemMiguelTeveFesta, o pai quer que a publicação – que viralizou na rede social e até a noite de quarta-feira (25) tinha mais de 94 mil reações e 40 mil compartilhamento – sirva de exemplo: existem “pais que querem fazer o seu papel e não podem”.

Como pai, venho postar meus sinceros agradecimentos aos meus amigos e familiares pela presença e minha grande indignação pela festa do meu filho Miguel que aconteceu sem a presença dele. A moeda tem dois lados e já tem um tempo q Deus tem permitido que o meu lado como pai fosse visto. Uma festa que já estava sendo programada desde janeiro com o consentimento da mãe. Tudo foi avisado programado e avisado antecipadamente. Junto com minha família, tivemos gastos pois contei com a ajuda de todos para que o desejo do meu filho em ter uma festa da patrulha canina acontecesse. Até as 22:11 hrs da noite anterior, a mae havia confirmado por telefone que eu poderia busca – lo, sendo que antes de eu ligar no dia anterior ela já tinha saído com ele mas mesmo assim confirmou comigo. Cheguei 7:50 na casa dela e fiquei até 8:30 chamando, é já não tinha ninguém em casa. As 9 hrs liguei e a mesma disse estar indisposta e q era para eu cancelar a festa. Como um pai cancela uma festa no dia porq a mae está indisposta sendo que está tudo pago? Sendo que eu me ofereci pra ir buscar o Miguel e a mesma não deixou. Quem estava indisposta? A mãe ou o aniversariante? A festa foi para ele, e tenho como provar que nada foi feito de qualquer jeito. Estou transtornado como pai. Se fosse eu…. privando meu filho de comparecer em uma festa que a mae queria fazer? Amo meu filho, somos apegados e sempre dei e fiz de tudo que pude pra ele. Eu e minha família não merecíamos ter passado por isso. Mas graças a Deus tivemos apoio de muita gente e um dia o Miguel entenderá tudo que está acontecendo. #MesmoSemMiguelTeveFesta Contra fatos não há argumentos… Peço ajuda de todos para compartilhar essa publicação para que sirva de exemplo.. Existe sim, pais que querem fazer seu papel e não podem!!!

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *