Prefeitura de São Paulo anuncia ações integradas para Paraisópolis

Prefeitura de São Paulo anuncia ações integradas para Paraisópolis

| IDNews | Agência Brasil | Via Notícias ao Minuto |Brasil|

São ações nas áreas de educação, saúde, assistência social, emprego e empreendedorismo, justiça e cidadania, proteção a mulheres vítimas de violência, cultura, esporte, lazer e infraestrutura.

IDN/Direitos Humanos

O governo e a Prefeitura de São Paulo anunciaram ontem (20) que vão investir 250 milhões em ações integradas nas comunidades de Paraisópolis e Heliópolis, com prioridade para os serviços considerados essenciais por líderes comunitários e moradores. São ações nas áreas de educação, saúde, assistência social, emprego e empreendedorismo, justiça e cidadania, proteção a mulheres vítimas de violência, cultura, esporte, lazer e infraestrutura.

“O Projeto Comunidade conta a participação dos secretários de diversos órgão, que ser reuniram nas comunidades e no Palácio dos Bandeirantes. São mais de 30 ações conjuntas com o prefeito Bruno Covas. Inicialmente, o projeto será implantado em Paraisópolis e Heliópolis e depois replicado em outras áreas com as mesmas características”, disse o governador de São Paulo, João Doria.

Segundo o prefeito, as ações começam no início do ano. “É um projeto amplo, audacioso e é, sim, uma resposta do governo aos anseios da sociedade civil. É uma resposta também ao tema que nos sensibilizou, o episódio de Paraisópolis, independentemente da segurança pública, que prossegue dentro dos seus protocolos já revisados.”

O prefeito se referia  ao episódio ocorrido na madrugada do dia 1º de dezembro, quando uma ação da Polícia Militar terminou com nove jovens mortos em um baile funk. As investigações sobre os acontecimentos ainda estão em andamento.

As ações incluem a abertura de três creches e pré-escola em Paraisópolis, com mais 900 vagas de ensino infantil. Também serão abertas vagas para alunos do 1º e 2º ano do ensino fundamental e reformadas três escolas estaduais de Paraisópolis. A lista inclui a escola estadual de ensino médio Professor Homero dos Santos Forte e a construção de quadras esportivas em quatro unidades. Os estabelecimentos ficarão abertos à comunidade nos finais de semana a partir do primeiro semestre de 2020.

Estão previstas a construção de três pistas de skate em Paraisópolis e duas em Heliópolis, e de quadras de futebol society nas duas comunidades.

Outras ações incluem a criação dos parques Paraisópolis e Linear de Itapaiun; duas Fábricas da Cultura 4.0 para atividades artísticas e de economia criativa; um programa de incentivo cultural para estimular patrocínio privado a 30 projetos culturais das comunidades; e duas linhas especiais voltadas a projetos culturais e corpos artísticos das comunidades, como balé e orquestra e a inclusão de Heliópolis e Paraisópolis no cronograma oficial da Virada Cultural.

Os restaurantes Bom Prato das duas comunidades vão passar a funcionar dia e noite, incluindo almoço e jantar, de acordo com o projeto, e o Centro de Referência de Assistência Social de Paraisópolis vai aumentar o número de psicólogos e assistentes sociais, entre outras atividades.

O número de famílias de Paraisópolis incluídas no Programa Viva Leite deve aumentar em 30 por cento. Serão criadas três edições do Cidadania em Movimento com emissão de documentos, testes de DNA e cadastro para programas sociais e de emprego.

O Ônibus Lilás em Paraisópolis, unidade móvel da prefeitura que atende mulheres vítimas de violência e faz encaminhamento a hospitais também será acionado.

Instituto Médico Legal, Delegacia da Mulher, Ministério Público ou Defensoria Pública vão participar do centro de referência e apoio à vítima de crimes violentos, com apoio jurídico e psíquico especializados estão incluídos no projeto.

Na área de saúde, devem ser contratados pediatras, enfermeiros e seguranças para o atendimento noturno na Assistência Médica Ambulatorial Paraisópolis e será implantado um centro de atenção psicossocial para tratamento de álcool e drogas em Paraisópolis, mutirões de exames de HIV e campanhas de prevenção em Paraisópolis;

Serão criadas mais de 1 mil vagas de qualificação técnica e modernizar cursos já existentes com foco em tecnologia, inovação e empreendedorismo dentro do programa Favela Tech, e cursos do NovoTec na escola estadual Maria Zilda,

O Emprega Comunidades terá mutirões de emprego integrados entre comunidade, prefeitura e governo estadual com ações dos programas ElaboraSP, Minha Chance e ContrataSP; e serão criados dois espaços para fomento do empreendedorismo: a Sala do Empreendedor (parceria entre prefeitura e Sebrae), na Associação de Mulheres de Paraisópolis, e Teia do Empreendedor da Prefeitura.

Outras ações são os mutirões Empreenda Rápido, com apoio do Sebrae e a primeira unidade do Banco do Povo em Paraisópolis, com oferta de R$ 10 milhões em crédito para micro e pequenos empreendedores da região; a criação de uma Praça da Cidadania na comunidade e a implantação do programa Tem Saída, voltado à autonomia financeira e empregabilidade de mulheres vítimas de violência doméstica e familiar..

Em habitação, serão feitas a urbanização, canalização e implantação do Parque Linear do Córrego do Antonico, obra orçada em R$ 100 milhões pela prefeitura; regularização fundiária para beneficiar mil famílias com títulos de propriedade de imóvel; implantação de lâmpadas em toda a região de Paraisópolis.

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *