Procuradores da operação Lava Jato vão endurecer com Marcelo Odebrecht

Procuradores da operação Lava Jato vão endurecer com Marcelo Odebrecht, a força-tarefa recebeu, nesta semana, a visita de representantes do empreiteiro, que está preso há mais de seis meses

Os procuradores da Operação Lava Jato decidiram endurecer na negociação de uma delação premiada de Marcelo Odebrecht. A força-tarefa recebeu, nesta semana, a visita de representantes do empreiteiro, que está preso há mais de seis meses.

Segundo a colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, procuradores tentaram mostrar que já têm fartas provas contra o empresário, além da vantagem, na negociação, de Odebrecht já estar inclusive condenado em um dos processos.

Outro trunfo da força-tarefa e a delação premiada da secretária da Odebrecht Maria Lúcia Tavares, apontada como a pessoa que fez pagamentos de propinas e de caixa dois para a empreiteira por vários anos. Com as informações dadas por Maria Lúcia, tidas como “bombásticas”, os procuradores poderiam avançar nas investigações sem a ajuda do dono da empresa.

Apesar da pressão, os procuradores entendem que Marcelo Odebrecht é um dos maiores arquivos vivos do país e detentor de informações que poderiam levar a Lava Jato a um patamar até hoje não atingido. Ele pode delatar relevantes personagens da política brasileira. Mas com Odebrecht se preservando o máximo possível, caberia a outros executivos da empreiteira, também presos, abastecer a Operação Lava Jato com fartas informações.

Noticias

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor - Câmera -

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *