Proporção de jovens militantes no PT cai mais

Proporção de jovens militantes no PT cai mais do que em outras siglas
Em números absolutos, os jovens petistas foram de cerca de 390 mil em outubro de 2011 para 305 mil em outubro deste ano

Fundado em 1980, e ligado desde o início da sua criação a movimentos estudantis e da juventude, o Partido dos trabalhadores (PT) vem sofrendo um processo de envelhecimento mais rápido que outros partidos.

Apesar de ser uma tendência da política brasileira, de acordo com dados da Justiça Eleitoral, a proporção de jovens (16 a 34 anos) representantes na sigla caiu de 25,7% para 19,2%, desde 2011. Essa redução foi mais expressiva no partido dos trabalhadores do que nas outras cinco maiores siglas representativas no Brasil: PMDB, PP, PSDB e PDT.

Segundo informações da Folha de S.Paulo, em números absolutos, os jovens petistas foram de cerca de 390 mil em outubro de 2011 para 305 mil em outubro deste ano. A redução, de 21,7%, está acima da média dos partidos (15,4%) e é a segunda maior entre as cinco maiores legendas, atrás apenas do PP (24,2%).

“Antes, a motivação para se filiar ao PT era um ato de rebeldia. Agora, passa por uma expectativa de carreira, de obter um cargo. Essa tendência, que é algo visto em todos partidos sociais democratas que chegam ao poder: atrai um número restrito de pessoas porque fica limitado à capacidade de oferecer cargos”, afirma o historiador Lincoln Secco, autor de “A História do PT” e ex-militante do PT.

Notícias em Minuto

About Beto Fortunato
Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Beto Fortunato

Jornalista - Diretor de TV - Editor -Cinegrafista - MTB: 44493-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *